Religioso

DINO vai REZAR após tomar posse no STF; novo ministro rejeitou FESTA

A previsão é que a celebração seja feita pelo cardeal arcebispo de Brasília, Dom Paulo Cezar Costa, depois da cerimônia no Supremo, às 19h.

Flávio Dino missa stf
Novo ministro do STF preferiu missa ao invés de festa após posse. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Faltam poucos instantes para a cerimônia em que toma posse o novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Flávio Dino, nesta quinta-feira, 22 de fevereiro.

O ainda senador, abriu mão das festas que associações da magistratura costumam dar aos novos integrantes da Corte quando tomam posse.

No lugar, o ex-ministro da Justiça terá uma missa de ação de graças na Catedral de Brasília.

Quem deve celebrar a cerimônia é o cardeal arcebispo de Brasília, Dom Paulo Cezar Costa, depois da posse no STF, às 19h.

A posse de Dino no Supremo está marcada para 16h. A sessão solene no Supremo é protocolar e costuma durar alguns minutos. O ministro que toma posse presta o juramento à Constituição, antes de tomar o seu lugar no plenário.

Depois da sessão, ele receberá os tradicionais cumprimentos no Salão Branco da Corte.

A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) sugeriu a Dino a organização de um jantar para comemorar a posse, mas o futuro ministro rejeitou a proposta.

Flávio Dino presidiu a Ajufe de 2000 a 2002, quando era juiz federal.

Último ministro a tomar posse no STF, em agosto de 2023, Cristiano Zanin foi homenageado em um jantar promovido pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). André Mendonça também optou por não ter festa, e teve um culto em sua homenagem na igreja Assembleia de Deus, em dezembro de 2021.

Nunes Marques, que tomou posse em novembro de 2020, também não contou com uma festa por causa da pandemia de covid-19.