Foragidos

SAIDINHA DE NATAL: Mais de 250 PRESOS liberados, incluindo CHEFES de facção, NÃO VOLTARAM a cadeia do RJ

A concessão desse benefício pela Justiça é destinada a indivíduos com bom comportamento, réus primários, entre outras condições.

MPF se manifesta CONTRA PL que acaba com SAÍDINHAS de PRESOS: “flagrantemente inconstitucional”
Presos. Foto: Foto: Akira Onuma/Ascom Susipe

No Rio de Janeiro, 1.785 detentos em regime semiaberto foram contemplados com a Visita Periódica ao Lar (VPL), conhecida como “saidinha de Natal”, no entanto, 255 presos, incluindo líderes da maior facção criminosa do estado e criminosos perigosos, não retornaram. Todos estão agora classificados como foragidos.

A concessão desse benefício pela Justiça é destinada a indivíduos com bom comportamento, réus primários que cumpriram 1/6 da pena ou reincidentes que cumpriram 1/4 da pena.

Segundo a CNN Brasil, entre os foragidos do sistema penitenciário estão: Saulo Cristiano Oliveira Dias, o SL; e Paulo Sérgio Gomes da Silva, o Bin Laden.

Preso anda de Jet Ski

Um detento de 30 anos, em saída tempoDETENTO viola perímetro da JUSTIÇA, anda de JET SKI, e é PRESO em saída de FIM DE ANOrária de fim de ano, foi preso no dia 28 de dezembro, por descumprir as regras do benefício.

O homem, que cumpre pena por tráfico de drogas, violou o perímetro delimitado pela Justiça, e foi localizado pela Polícia Militar na Prainha do Riacho Grande, em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo.

Os agentes chegaram ao homem pela tornozeleira eletrônica usada por ele. O equipamento acusou que ele estava fora do limite territorial permitido pelo sistema judiciário e acionou um alerta sobre o descumprimento da medida.

O 6º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, em São Caetano, foi acionado para a ocorrência.

Segundo a Polícia Militar, o infrator estava andando de jet ski quando foi localizado, e ainda teria tentado fugir com o veículo aquático para não ser detido.

Depois de capturado, o homem afirmou aos policiais que estava solto há mais tempo, mas as informações da polícia apontaram que o detento estava mesmo beneficiado pela “saidinha” temporária de final de ano.

O infrator foi conduzido para o Centro de Detenção Provisória de São Bernardo do Campo, onde se encontra preso, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP).