O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em conjunto com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) atualizou, nesta sexta-feira (10), a nota técnica sobre os riscos geo-hidrológicos para o Rio Grande do Sul. O documento traz um alerta para queda acentuada das temperaturas no Estado, nos próximos dias.

De acordo com a nota, a partir de segunda-feira (13) está prevista a passagem de uma frente fria mais intensa sobre a Região Sul do Brasil e o posterior ingresso de uma massa de ar frio e seco, o que irá ocasionar uma queda acentuada das temperaturas e ainda diminuir a possibilidade de chuva durante a próxima semana.

Neste dia, o período da tarde será de bastante frio em parte do Rio Grande do Sul. Em algumas localidades, a temperatura não irá passar dos 13°C, como em pontos da campanha e da serra. Em Porto Alegre e região metropolitana, as máximas devem oscilar entre 16°C e 18°C.

Geada no Rio Grande do Sul

Logo na manhã da terça-feira (14), as temperaturas tendem a baixar mais podendo chegar a 3°C e 4°C na região da campanha e serra gaúcha. A previsão indica a possibilidade de geada, especialmente nas áreas de fronteira com o Uruguai. Na capital do estado, a mínima deve ficar em torno dos 8°C. Neste dia, as máximas em alguns municípios da serra gaúcha não irão passar dos 10°C.

Na quarta-feira (15), por sua vez, o ar frio e seco ganha força e o amanhecer do dia pode ter mínima de 0°C a 1°C, com possibilidade de geada moderada a forte em alguns pontos. Na região da campanha e serra do sudeste, as mínimas ficarão em torno dos 2°C. O período da tarde será de temperaturas baixas na maior parte do estado.

Inmet