Na tarde desta quinta-feira, 15 de fevereiro, o secretário de Defesa Social de Pernambuco, Alessandro Carvalho, divulgou o balanço da segurança no carnaval do Estado.

Na coletiva, onde foi mostrado que houve uma redução de homicídios e roubos comparado ao carnaval do ano passado, o chefe da Pasta comentou sobre a legislação em relação ao porte de arma branca (facas e similares), sugerindo uma mudança na lei.

Isso porque, durante as festividades, dois turistas foram esfaqueados em abordagens criminosas. Um deles acabou indo a óbito.

Crimes no carnaval de Pernambuco 2024

Finalizadas as festividades do Carnaval de 2024, o Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secretaria de Defesa Social (SDS), divulgou o balanço do período, em coletiva realizada nesta quinta-feira (15), na sede do órgão.

Segundo anunciado pela SDS, no período de quinta a terça-feira de Carnaval (08 a 13/02), o Estado apontou uma diminuição de 40% no número de roubos em relação a 2023 e de quase 30% dos furtos. Reduzindo de 910 (2023) para 550 roubos (2024).

E 2.756 (2023) para 1.945 furtos neste ano, uma diferença de 811 casos, o que representa uma redução significativa nos Crimes Contra o Patrimônio (CVP).

Já nos índices de Mortes Violentas Intencionais (MVIs), neste Carnaval, Pernambuco apresentou redução de 17% em relação ao mesmo período de Carnaval do ano passado, caindo de 82 mortes (2023) para 68 (2024).