Greve

Áureo rebate governadora ao dizer que não tem nada resolvido e SINPOL vai recorrer da decisão do TJPE

Categoria diz que paralisação só pode ser evitada se receber ofício com dia, hora e ainda nesse mês de fevereiro para o início das negociações.

Governadora Raquel Lyra e Áureo Cisneiros.
Governadora Raquel Lyra e Áureo Cisneiros. Imagem: Divulgação/Arte Portal de Prefeitura

Áureo Cisneiros, presidente do SINPOL-PE ( Sindicato e dos Policiais Civis de Pernambuco), enviou resposta ao Portal de Prefeitura, através de áudio, rebatendo a afirmação da governadora Raquel Lyra nesta noite de quarta-feira, 7 de fevereiro, de que a greve da Polícia Civil já era uma questão resolvida (escute áudio abaixo).

Durante evento com os homenageados do Carnaval de Pernambuco 2024 no Palácio do Campo das Princesas na noite desta quarta (7), a gestora estadual comentou sobre assunto ao ser questionada da greve deliberada pelos policiais civis.

Quem também comentou a respeito foi o secretário da Casa Civil Túlio Vilaça.

Prontamente, após tomar conhecimento das declarações da governadora e do secretário pela imprensa, o presidente Áureo Cisneiros enviou áudio se posicionando sobre a situação e garantindo que a greve segue mantida e que o Sinpol vai recorrer da decisão do TJPE que orienta por suspensão da paralisação e multa diária de R$ 300 mil.

Áureo revelou que aguarda uma definição formal através de documento do Governo de Pernambuco, com dia e hora nesse mês de fevereiro para o início das negociações e que só nessas circunstâncias a greve pode ser evitada.

Acompanhe o áudio da resposta na íntegra: