Na semana passada, Alexei Navalny, renomado líder da oposição na Rússia, faleceu enquanto cumpria uma sentença de 30 anos em uma prisão localizada no Ártico.

Alexei Navalny, um ativista ateu de 47 anos, foi reconhecido como o principal adversário político de Vladimir Putin. Durante sua trajetória, ele enfrentou a corrupção e organizou grandes protestos contra o governo Kremlin.

De acordo com informações da CBN News, há suspeitas de que Navalny tenha sido vítima de assassinato pelas autoridades do governo autoritário de Putin.

Em 2020, Navalny foi vítima de envenenamento, porém conseguiu sobreviver e recebeu tratamento médico na Alemanha. No ano seguinte, ao retornar à Rússia para continuar sua luta contra a corrupção governamental, ele foi imediatamente detido e encarcerado em uma colônia penal no Ártico.

Durante seu julgamento em 2021, Navalny surpreendeu ao declarar que havia abandonado o ateísmo e se convertido ao cristianismo.

Testemunhando sua fé no tribunal

O relato foi corroborado por Sergey Rakhuba, líder do ministério Mission Eurasia, em uma entrevista recente concedida à CBN News.

O líder também mencionou que Navalny compartilhou sua fé nas redes sociais. Embora alguns tenham sugerido que sua conversão fosse uma estratégia política, Sergey enfatizou que a entrega de Navalny a Deus foi autêntica.

Da redação com Informações do site Guiame