Um mulher, identificada como Anna Letycia Vilarim, prestou um Boletim de Ocorrência (BO) na Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), afirmando ter sido trancada dentro do apartamento de um dos administradores da página Brega Bregoso, na madrugada desta quinta-feira, 25 de abril.

O membro em questão se chama Aliabe Carlos e, de acordo a vitima, a situação aconteceu após ela ter se negado a fazer sexo com o homem.

Ainda em uma postagem no storys do seu instagram, a jovem diz que foi usada por Eliabe, que ofereceu emprego em troca de sexo.

Continua após a publicidade:

Em outras postagens, a mulher mostra a situação do seu pé, que ficou bastante machucado durante a fuga do apartamento. Ela também agradece a ajuda de um casal de vizinhos de Aliabe, que supostamente, ajudaram na saída da vitima.

Letycia também apresentou prints afirmando que chegou a trabalhar na página por três meses, versão que foi negada pelo perfil. Confira o posicionamento do Brega Bregoso abaixo:

“Galera, sobre esse assunto que tá rolando, o que vocês sabem é o que nós sabemos também até o momento. Estamos prestando suporte para Letycia e tentando contato com Eliabe desde cedo, até o momento não conseguimos.

Somos uma empresa séria, temos outros sócios, colaboradores e nenhum de nós aqui concordamos com qualquer tipo de situação feito as que ela relatou ter ocorrido.

Assim que conseguimos contato com Eliabe, iremos seguir para delegacia junto com nossos advogados e eles se resolverão judicialmente.

Continua após a publicidade:

É importante também salientar que ela nunca trabalhou para nossa empresa, como contou no vídeo, embora tenha mostrado prints, era uma atividade que ela tratava diretamente com ele, sem os outros sócios saberem e sem pagamentos através do nosso CNPJ.”