George Santos, ex-deputado dos Estados Unidos que foi expulso do Congresso norte-americano em 2023, publicou um vídeo no Tik Tok em que está caracterizado de Kitara Ravache, sua personagem drag queen, após 18 anos desde sua última aparição.

George diz que está fazendo os vídeos para arrecadar dinheiro em favor de uma instituição. E nas gravações feitas para clientes, Kitara dá parabéns e deixa mensagens dizendo para a pessoa correr mais riscos. “Permita-se ser livre”, diz em uma delas.

“Aqui é Kitara, sua favorita, após 18 anos no armário. George Santos me trouxe de volta. Tanto faz! Sabe de uma coisa? Vocês têm que se elevar, deixar tudo mais divertido, mais arriscado. Tenho um conselho para vocês: que tal colocar uma peruca, umas ‘boas’, e se divertir de verdade?”, disse em vídeo.

Santos, que é filho de brasileiros e já morou no Rio de Janeiro, abriu uma conta na plataforma Cameo, divulgada na sua conta oficial do Twitter, e cobra uma quantia em dinheiro para a gravação de vídeos.

Expulsão do Congresso
Após uma votação interna, o agora ex-deputado foi expulso do Congresso norte-americano e se declarou inocente de 23 acusações federais – incluindo alegações de fraude relacionadas a benefícios de desemprego da Covid-19, uso indevido de fundos de campanha e mentiras sobre suas finanças pessoais nos relatórios de divulgação da Câmara.

Ele atraiu controvérsias durante seu tempo no Capitólio por revelações de que ele mentiu sobre informações de seu currículo e biografia.

O republicano reagiu à sua expulsão do Congresso americano em dezembro de 2023 e disse à CNN: “Acabou”.

“A Câmara deu seu voto. Eles estabeleceram um novo precedente perigoso para si mesmos”, acrescentou.

Ele ainda não foi condenado por um crime; por isso tem direitos de ex-membro da Câmara. Ou seja, o filho de brasileiros pode acessar as dependências do Congresso americano e usar os serviços de academia e salas de jantar.

Santos, no entanto, não pode participar de votações e decisões de plenário.

Questionado se iria manter esses privilégios, Santos disse: “Por que eu iria querer ficar aqui? Que esse lugar vá para o inferno.”

Em março, Santos, que anteriormente representou o 3º Distrito Congressional de Nova York em Long Island, anunciou que voltaria a concorrer a um cargo no Congresso contra o deputado republicado Nick LaLota.

Um mês depois, Santos disse em uma postagem nas redes sociais que decidiu encerrar sua candidatura porque não queria dividir o voto com LaLota, e “ser responsável por entregar a casa aos democratas”.

Da redação do Portal de Prefeitura com informações da CNN