Continua após a publicidade:

A apresentadora Xuxa Meneghel se posicionou em um comentário nas redes sociais a respeito de um pastor, que segundo ela, deve ser preso por ter gravado um vídeo no qual crianças se posicionam contra o aborto.

O vídeo em questão é o do pastor Dinho Souza, presidente licenciado da Igreja Povo da Cruz, com sede no Espírito Santo.

Continua após a publicidade:

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

O vídeo foi publicado em setembro do ano passado (2023), mas voltou a ter destaque após um teólogo compartilhar em seu perfil para criticar o fato de algumas crianças estarem vestindo uma blusa com a mensagem: “não existe criança trans, canalhas”.

Veja comentário de Xuxa:

Continua após a publicidade:

“Esse pastor tem que ser preso… fico imaginando se fosse eu fazendo isso, seria julgada e crucificada. Por que com algumas pessoas não dá em nada? Por que a exploração de crianças não tem o mesmo peso e valor se fosse com outra pessoa (que não fosse um religioso)? O que esses caras têm para protegê-los de uma cadeia? Fizeram crianças repetirem frases que nem sabem o que estão falando, usaram camisetas com frases que não sabem o que está escrito… os pais e esse pastor deveriam ser responsabilizados. Existe lei para ser seguida, por que com algumas pessoas isso não tem força ou valor? Cadê a lei? Cadê o cumprimento da lei?”, escreveu a apresentadora.

Resposta do pastor Dinho
O pastor Dinho Souza, pré-candidato a vereador em Serra, no Espirito Santo, respondeu às críticas de Xuxa e do teólogo em suas redes sociais:

“Quer dizer então que Xuxa Meneghel quer a minha prisão? Quero reafirmar aqui para o tal pastor e defensor da agenda esquerdista/abortista Hermes C. Fernandes: “Não ao aborto/ Não existe crianças trans”, seu canalha!”.

Assista:

Continua após a publicidade: