Arcebispo

VÍDEO: Dom Paulo Jackson é atacado ao defender Campanha da Fraternidade 2024 e recebe notas de solidariedade

O Centro Dom Bosco acusa o arcebispo de Olinda e Recife de criticar os leigos que são contrários ao texto-base deste ano.

Dom Paulo Jackson
Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Paulo Jackson. Foto: Bruno Vila Nova/Portal de Prefeitura

Dom Paulo Jackson, arcebispo de Olinda e Recife tem sido atacado pelo Centro Dom Bosco por defender a Campanha da Fraternidade 2024 (assista vídeo abaixo).

O Centro Dom Bosco, fundado em 17 de setembro de 2016, que se apresenta com o conceito de que são uma família que reza, estuda e defende a fé, composta por homens e mulheres na condição de leigos católicos que buscam levar uma vida a serviço da Santa Igreja, dizem que o metropolita deveria se desculpar e não criticar, durante homilia no Santuário de Aparecida, os leigos que são contrários ao texto-base deste ano.

Em vídeo com um pouco mais de 10 minutos publicado no canal do YouTube, o Centro dispara várias críticas e uma delas diz que a CNBB trocou a palavra de Deus pelo feminismo ao incluir na passagem uma palavra que não existe na Bíblia. No argumento do Centro Dom Bosco, os leigos só estão cumprindo com seu dever e fazendo jus as graças recebidas no sacramento da Crisma de serem soldados de Cristo.

Com isso, eles esperam que Dom Paulo seja contra o texto-base e o acusam de criação de divisões contra os leigos.

Notas de repúdio e apoio a Dom Paulo

Após a repercussão do vídeo publicado no dia 28 de fevereiro, várias notas de repúdio e manifestações em solidariedade ao arcebispo passaram a ser divulgadas. Entre elas, a do Seminário Maior Nossa Senhora da Graça “Maculados com a notícia veiculada, manifestamos nosso pleno apoio filial ao nosso Arcebispo, Dom Paulo Jackson, tendo em vista as difamações atribuídas ao nosso pai e pastor, proferidas por um perfil nas redes sociais da internet, que de forma equivocada teceu graves acusações e ataques contra sua pessoa. Reiteramos com veemência nosso repúdio a tais acusações que
não condizem com a verdade e corroboram, de fato, para divisão do rebanho do Senhor”, diz trecho do texto.

A Unicap (Universidade Católica de Pernambuco), também se posicionou sobre o ocorrido através de rede social ao se colocar solidária junto a Dom Paulo.

Unidos, reafirmamos os nossos esforços no fortalecimento de uma Igreja cada vez
mais sinodal, em diálogo com todas as pessoas de boa vontade, na construção de
um mundo cada vez mais justo e fraternos, no qual a fraternidade e o diálogo
universal sejam expressões visíveis do seguimento de Jesus.

O que diz a Arquidiocese de Olinda e Recife?

Procurada pelo site Portal de Prefeitura a Arquidiocese declarou que não vai se manifestar sobre o caso.

Confira trecho do vídeo: