Culpado

Pastor é CONDENADO por discriminar pessoas LGBTQIA+; entenda

O líder religioso Ricardo dos Santos foi sentenciado por danos morais coletivos ao Fundo Estadual de Interesses Difusos.

Pastor é CONDENADO por discriminar pessoas LGBTQIA+; entenda
Pastor Ricardo Santos. Foto: Reprodução

O pastor Ricardo dos Santos foi condenado a pagar uma multa de R$ 40 mil por propagar discurso de ódio contra a comunidade LGBTQIA+.

Líder da Igreja Casa de Oração, Ricardo foi condenado pela Justiça de São Paulo, em segunda instância.

O pastor foi sentenciado a pagar R$ 40 mil por danos morais coletivos ao Fundo Estadual de Interesses Difusos.

O processo, aberto pelo Ministério Público, veio após o religioso dizer que a comunidade LGBTQIA+ seria ‘esmagada pela ira do senhor’.

A declaração foi realizada durante um culto que ocorreu em 2021, na cidade de Lençóis Paulista, no interior de São Paulo

“Não por nós, viu, militantes? Vocês serão esmagados na ira do senhor. Não na nossa. Porque a nossa batalha não é contra pessoas. Mas contra artimanhas de Satanás, que vem para afetar vocês”, disse o pastor.

Segundo o MP, Ricardo promoveu a “ideia discriminatória às pessoas LGBT ao sugerir que serão severamente castigados por Deus”.

A defesa do pastor afirmou que ele “em momento algum incitou ódio ou perseguição a quem quer que seja”.

Ainda de acordo com a defesa, Santos apenas expressou suas crenças religiosas e opiniões sobre a ideologia de gênero, com base na Bíblia.