O novo arcebispo de Olinda e Recife, dom Paulo Jackson, recebeu na terça-feira, 5 de setembro, o título de cidadão pernambucano.

O evento ocorreu na igreja Matriz de Santo Antão, em Vitória de Santo Antão, na Mata Sul do Estado.

O líder religioso recebeu o diploma do deputado Joaquim Lira (PV). Dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa foi empossado na Arquidiocese de Olinda e Recife em 13 de agosto deste ano.

Leia também:
>>>DOM PAULO JACKSON, novo ARCEBISPO DE OLINDA E RECIFE, comenta como vai ser a relação com AS PREFEITURAS, CÂMARAS E GOVERNO ESTADUAL em seu pastoreio

Antes de assumir o cargo, foi bispo de Garanhuns, no Agreste Meridional. O religioso é natural do município de São José do Espinharas, na Paraíba.

A concessão do título de cidadão pernambucano foi feita por meio da Resoulção nº 1665 de 11 de março de 2020, de autoria do ex-deputado Sivaldo Albino.

Posse de Dom Paulo Jackson

A posse de dom de Paulo Jackson, como novo arcebispo de Olinda e Recife aconteceu neste domingo, 13 de agosto, no Ginásio Geraldão, e em seu discurso o metropolita pontuou alguns problemas sociais.

Depois de todo o rito que marca a passagem de cargo e a missa solene, o novo responsável pelo território da Arquidiocese de Olinda e Recife que corresponde a 20 municípios e Fernando de Noronha, dom Paulo discursou aos presentes e pontuou a questão da desigualdade social e vários outros temas.

“A vergonha das lonas pretas sobre os morros que teimam de vez em quando de descer as ladeiras, os prédios que caem a indignidade e insalubridade das palafitas em torno dos rios e braços de mar tristonhos e fétidos”, pontou dom Paulo Jackson.

Completou dizendo que a igreja dialoga, cobra e quer colaborar com os poderes públicos para que juntos possam encontrar as adequadas e razoáveis soluções.

Entre as autoridades da política, estavam presentes no evento a vice-governadora Priscila Krause, representando a governadora Raquel Lyra e o governo de Pernambuco, o prefeito do Recife, João Campos, além de outros prefeitos, deputados estaduais e federais, vereadores e secretários municipais e estaduais.

A missa com rito de posse começou, às 15h, com a recepção de dom Paulo pelo colégio de consultores arquidiocesano, no portão principal do Ginásio.

Desde que foi criada, a arquidiocese de Olinda e Recife já teve 31 bispos e 8 arcebispos. Dom Paulo toma posse de uma das maiores arquidioceses do Brasil com 19 municípios e o arquipélago de Fernando de Noronha. Ao todo são 150 paróquias e aproximadamente 4 milhões de pessoas. Aos jornalistas, dom Paulo falou em poucas palavras qual será sua linha de pastoreio.