Continua após a publicidade:

O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) rejeitou da noite desta terça-feira, 2 de julho, a proposta do Governo do Estado durante a assembleia geral da categoria.

O sindicato esteve reunido mais cedo nesta terça (2) com a gestão estadual para debater o reajuste dos policiais civis. Segundo a entidade, a paralisação de 24h terá início já nesta quarta-feira, 3 de julho.

Continua após a publicidade:

Em entrevista ao Portal de Prefeitura, o presidente da entidade, Áureo Cisneiros, reclamou da proposta enviada.

Veja o vídeo:

Continua após a publicidade:

Segundo o sindicado, a proposta do Governo para junho de 2024, de forma retroativa, previa reajuste de 8.51 no subsídio inicial, de R$ 4.700 para R$ 5.100. Modificação de intervalos entre as classes, de 2.5 para 1.8, diminuindo o percentual em 0.5%.

A proposta também previa progressão de uma faixa decimental para servidores aprovados em avaliação de desempenho. Mais uma, além dos que avançaram em março deste ano.

Em comparação de 20% dos valores de gratificação de localização e 20% do PAVP, que é a parcela autônomo vantagem pessoal, com a garantia de ganho mínimo de 3% em relação aos valores recebidos atualmente.