A Câmara Municipal do Ipojuca rejeitou na última semana, o projeto de lei de autoria do poder executivo que pedia autorização para que o município adquirisse um novo empréstimo junto à Caixa Econômica Federal (CEF).

Continua após a publicidade:

Desta vez, no valor de R$ 100 milhões, através do Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (FINISA).

Na avaliação do presidente da Casa Legislativa, vereador Deoclécio Lira (PT), o município não necessita de um novo empréstimo, mas sim, de uma gestão eficiente.

Empréstimo

Apesar de 9 dos 13 vereadores da Câmara do Ipojuca se colocarem como governistas, o projeto de lei 001/2024, que autoriza o município de Ipojuca a contratar operações de crédito no valor de R$ 100 milhões, foi rejeitado na última terça-feira (20).

O placar foi de 4 votos pela aprovação e igual número de votos pela rejeição. Entre eles, o próprio Deoclécio.

Cinco vereadores não compareceram à sessão. Como o regimento interno determina quórum especial de 2/3 dos 13 parlamentares para aprovação deste tipo de matéria, o projeto acabou sendo reprovado.

Orçamento

A Prefeitura do Ipojuca fechou 2023 com uma receita de R$ 1,532 bilhão, valor acima do previsto para o ano, que era de R$ 1,321 bilhão.

Continua após a publicidade:

Um superávit de quase 16%, representando a maior arrecadação da história do município.