A governadora Raquel Lyra, acompanhada da vice-governadora Priscila Krause, abriu, oficialmente, a 24ª edição da feira, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.

Continua após a publicidade:

Considerada a maior feira de artesanato da América Latina, a Fenerte recebeu aporte de R$ 15 milhões do Governo do Estado para esta edição, que será realizada até o dia 14 de julho.

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

A governadora circulou pela feira acompanhada de secretários estaduais, deputados e prefeitos, cumprimentando visitantes e artesãos na Alameda dos Mestres.

“Hoje a gente tem cerca de cinco mil artesãos e artesãs colocando em funcionamento mais uma edição da maior feira de arte da América Latina. Aqui gira a economia criativa, que é uma das indústrias que mais criam emprego e renda no mundo. E a Fenearte, na sua 24ª edição, vem cada vez aumentando de tamanho, se aprimorando. A feira garante vendas para os artesãos do nosso Estado e de fora de Pernambuco para o ano inteiro”, afirmou Raquel Lyra.

Este ano, a Fenearte tem como tema “Sons do Criar – Artesanato que Toca a Gente”.

A expectativa é superar o público de 315 mil pessoas que frequentou a feira no ano passado. A artesã Mestra Edneide veio de Orobó, no Sertão, e está muito feliz com as vendas que já se iniciaram.

“Estou presente em todas as edições e esta é minha primeira vez na Alameda dos Mestres. Me sinto muito feliz porque nunca vi tantas vendas logo no primeiro dia. É uma feira que a gente espera o ano todo”, contou.

Números

Ao todo, estão participando mais de cinco mil artesãos, expositores e empreendedores de Pernambuco, de outros estados e de diversos países.

Continua após a publicidade:

Os artistas irão expor em cerca de 700 espaços de comercialização. A expectativa é de uma geração de R$ 50 milhões em negócios durante a feira.

A feira é uma realização da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Adepe).

“Uma grande festa é falar da nossa cultura, é transformar a nossa cultura em desenvolvimento econômico. A nossa economia criativa é dinheiro, é faturamento, é de onde a gente se identifica como povo e é de onde a gente gera emprego e renda. Então, para a gente, a Fenearte é um grande mix de tudo isso”, destacou o presidente da Adepe, André Teixeira Filho.

De forma inédita, os bilhetes de acesso à Fenearte já estão sendo comercializados de maneira online, pelo site Evenyx (https://www.evenyx.com/24a-fenearte) e em pontos físicos.

Os valores são R$ 12 (entrada inteira) e R$ 6 (meia-entrada), de segunda a quinta-feira, e R$ 16 (entrada inteira) e R$ 8 (meia-entrada), de sexta a domingo.

Os horários de funcionamento da feira são das 14h às 22h, de segunda a sexta-feira, e das 10h às 22h aos sábados e domingos. Para mais informações, basta acessar o site https://fenearte.pe.gov.br.

Continua após a publicidade: