Continua após a publicidade:

A Prefeitura do Recife inaugurou, no sábado, 29 de junho, o sexto Centro Comunitário da Paz (Compaz) da capital pernambucana.

📲 Entre no nosso grupo de Telegram e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

Continua após a publicidade:

O Compaz Leda Alves, em homenagem à atriz, gestora cultural e ex-secretária de Cultura da cidade, falecida no fim de 2023, foi erguido no antigo terreno do Aeroclube, no Pina, Zona Sul da cidade. Com um investimento de R$ 15,5 milhões de recursos advindos da gestão municipal, o equipamento vai atender, principalmente, os moradores das Regiões Político Administrativas (RPA) 1 e 6, que engloba, além do Pina, os bairros de Brasília Teimosa, Ilha de Deus, Ipsep e Cabanga. Participaram do evento de inauguração, o prefeito do Recife, João Campos; a vice prefeita, Isabella de Roldão; secretários das pastas; deputados, vereadores, mães, crianças e famílias que serão beneficiadas pelo novo equipamento.

Em seus mais de 3 mil m² de área construída, o Compaz Leda Alves está dividido em três andares. A área externa é totalmente voltada ao esporte e lazer, contando com piscina semiolímpica, vestiário, playground e projeto paisagístico com uma variedade vegetativa que concebe um microclima agradável para os usuários.

Continua após a publicidade:

No térreo, a população terá acesso a atendimentos como Central de CadÚnico, Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), Procon, Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e Junta Militar.

A dona de casa, Lucilene Lourenço da Silva, 33 anos, moradora do Habitacional Encanta Moça, é uma das mães que pretende cadastrar seu filho, Luan Miguel, de 3 anos, nas diversas atividades oferecidas pelo novo Compaz.

O primeiro pavimento é destinado à educação e cultura, contando com salas de estudos, oficinas profissionalizantes, psicologia, do Programa Mãe Coruja e uma biblioteca. Já o segundo andar é voltado para atividades esportivas, alojamentos, área de convivência e setor administrativo.

Continua após a publicidade:

De maneira inovadora, o Compaz Leda Alves também conta com um Centro da Pessoa com Deficiência, espaço que simula uma residência e conta com equipe técnica especializada para promover ações de acolhimento e autonomia para as PCD e seus familiares.

Continua após a publicidade:

As obras, iniciadas em novembro de 2022, foram executadas e coordenadas pelo Gabinete de Projetos Especiais (GABPE), órgão da gestão municipal responsável por importantes intervenções urbanas da capital, como o Projeto Orla Parque e o Hospital da Criança. “Essa obra representa um compromisso sério da Prefeitura do Recife com a promoção da segurança cidadã, não apenas combatendo a violência, mas principalmente prevenindo-a. Ao integrar diferentes políticas públicas, o Compaz cuida das necessidades da população de uma maneira eficaz”, destaca Cinthia Mello, chefe do GABPE.

Arte Urbana

Através de uma parceria entre a Secretaria de Segurança Cidadã e a Secretaria Executiva de Inovação Urbana, os muros do Compaz Leda Alves foram transformados em uma galeria de arte urbana a céu aberto pelo Coletivo Pão e Tinta. O mural, intitulado “Leda, a Defensora da Cultura” em homenagem à atriz e escritora, retrata as diversas manifestações da cultura popular pernambucana, como o frevo, o maracatu, o teatro de bonecos, o manguebeat e o próprio hip hop, através da expressão do graffiti.

A nova exposição da Galeria Urbana Pão e Tinta, que conta com diversas obras espalhadas pela cidade, principalmente na Comunidade do Bode, no bairro do Pina, tem a curadoria coletiva de Pedro Stilo, Michelle Monteiro, Matheus Drama e Júlio Cezar, com obras dos artistas, Yara Izna, Inay, Naara, Ejaperife, Torvi Osmo, Júlio Cezar e Edson Bizarro.

Rede Compaz

O Compaz (Centro Comunitário da Paz) é a principal iniciativa no campo da segurança cidadã do Recife nas últimas décadas. Trata-se de um centro de convivência com proposta político-pedagógica ancorada na cultura de paz como instrumento para prevenir a violência e propor outras sociabilidades. Tem como fundamento o urbanismo social, o qual demanda a integração das políticas públicas que atuam sobre o território e incluem planos e ações integradas em infraestrutura urbana, mobilidade urbana, serviços e equipamentos públicos sociais, além de habitação social.

Inspirado nas Bibliotecas Parques da Colômbia, o Compaz propõe uma nova forma de presença do poder público nas comunidades recifenses, reunindo atividades inspiradas em diversos equipamentos criados no país vizinho: Biblioteca Viva, Cultura Cidadã, Serviços de Interesse Social, Cursos de Capacitação, Atividades Esportivas e Atividades Culturais, entre outros.

Os resultados obtidos fizeram com que o Compaz fosse reconhecido pela Oxfam com o prêmio Cidades Sustentáveis 2019, como o projeto que representou a melhor estratégia de redução de desigualdades no Brasil naquele ano. Em 2022, recebeu o Prêmio da ONU em Serviço Público (UNSPSA) na categoria de política pública que melhor conseguiu atender aos ODS – Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. No mesmo ano, ficou entre os cinco finalistas em 56 iniciativas do mundo no Peace Prize (prêmio da paz) da União das Cidades e Governos Locais – UCLG. Em 2023, concorreu ao Prêmio Guangzhou (China) para Inovação Urbana, e ficou entre as 30 iniciativas mais destacadas, concorrendo com 332 experiências de 226 cidades e 61 países.

Atriz Leda Alves

O sexto Compaz do Recife nasce inspirado pela trajetória de Leda Alves. Atriz, escritora, militante, gestora e produtora cultural, Leda dedicou a vida à valorização da cultura pernambucana, em particular dos mestres e folguedos populares. Como atriz, participou, ao lado do companheiro Hermilo Borba Filho, de movimentos determinantes para a consolidação da cena teatral pernambucana no contexto nacional, como a criação do Teatro Popular do Nordeste (TPN), na década de 1960. A partir desta vinculação profunda com as artes cênicas, Leda descobriu sua vocação para trabalhar pela cultura popular, pela classe artística e pela população também como gestora pública.

Entre os cargos públicos que exerceu estão o de presidente da Fundação de Cultura do Recife; presidente da Fundação de Cultura de Pernambuco; diretora do Teatro Santa Isabel e secretária de Cultura do Recife. Ao ocupar estes espaços, Leda manteve-se sempre fiel à defesa da participação popular na construção das políticas públicas de cultura, e lutou bravamente para que o acesso à arte fosse democrático, amplo e inclusivo. Em 2022, foi homenageada com a Medalha de Mérito Olegária Mariano pela Câmara de Vereadores do Recife.