O Hospital Otávio de Freitas (HOF), na Zona Oeste do Recife, ficou sem energia na noite da terça-feira, 25 de junho, após um problema nas instalações internas. Pacientes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e da emergência tiveram que ser transferidos para outras unidades de saúde.

A interrupção na distribuição de energia ocorreu devido a um problema no circuito elétrico do local, por volta das 20h.

Entre em nosso canal de transmissão no TELEGRAM e fique por dentro das últimas notícias sobre POLÍTICA, FUTEBOL, CONCURSOS e RELIGIÃO em um só lugar.

Continua após a publicidade:

Após a falta de energia, o gerador do hospital foi imediatamente ativado, conforme relatado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) de Pernambuco. Por precaução, dez pacientes foram transferidos para os seguintes hospitais:

  • Hospital Alfa, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife;
  • Hospital Barão de Lucena, na Iputinga, Zona Oeste;
  • Hospital Oswaldo Cruz, em Santo Amaro, Centro do Recife.

A Neoenergia-PE emitiu nota, explicando o ocorrido no Hospital:

“A Neoenergia Pernambuco informa que o problema no Hospital Otávio de Freitas não teve relação com a rede de distribuição de energia elétrica. O fornecimento seguiu normal durante todo o período. Uma equipe da concessionária foi enviada ao local para ajudar os técnicos da unidade de saúde a realizarem a manutenção no circuito interno do Hospital.”

Também em nota, a Secretaria de Saúde de Pernambuco explicou que houve uma queda de energia na subestação do HOF.

“A Secretaria de Saúde do Estado esclarece que houve um problema interno no circuito elétrico do Hospital Otávio de Freitas, na noite desta terça-feira (25/06). A direção da unidade acionou a Neoenergia, que enviou equipes para auxiliar os técnicos da unidade de saúde. O gerador do Hospital foi acionado imediatamente, porém foi identificado um problema na distribuição da energia na área interna da unidade.

Continua após a publicidade:

Por precaução, a direção da unidade com o apoio da Central de Regulação Hospitalar do Estado montou uma força-tarefa para deslocamento dos pacientes graves. Até o momento, 10 pacientes da emergência e da Unidade de Terapia Intensiva foram removidos para os hospitais Alfa, Barão de Lucena e Oswaldo Cruz, bem como leitos da própria regulação estadual.

O plantão da emergência do Hospital Otávio de Freitas está restrito e as chefias dos serviços da unidade estão acompanhando os pacientes para avaliar a necessidade de outras transferências. Desde ontem, as equipes técnicas estão no local realizando os reparos para a normalização da distribuição da energia dentro do hospital.”