Quem pensa que o Carnaval acabou está enganado. O folião que tiver pique e disposição poderá curtir desfiles de blocos e agremiações carnavalescas neste domingo (18), no Jaboatão dos Guararapes.

Na praça do Coreto, no Jaboatão Centro, sairá um cortejo de Carnaval com apresentações da Escola Rebeldes do Samba, Nação Maracatu Aurora Africana e Coco Serrote. A concentração será a partir das 15h.

Outra opção de folia será o bloco Palha de Cana, que desfilará pelas ruas do Lote 92, no bairro de Vila Rica, com concentração a partir das 12h, no terminal de ônibus. A animação será comandada pela cantora Jeanny Cris.

No Polo Jaboatão Centro, vão se apresentar os grupos Samba Que Eu Gosto e Coco do Serrote, a partir das 16h30, fechando a programação do domingo.  

Antes no início da festa de Momo o prefeito Mano Medeiros agradeceu a governadora Raquel Lyra pelo apoio dedicado ao município nos dias de carnaval (assista o vídeo abaixo).

Balanço do CARNAVAL 2024 de Jaboatão

Foram cinco dias de festa, alegria, milhares de foliões e turistas, centenas de blocos e agremiações, de artistas e grupos de maracatus que se apresentaram no maior carnaval já realizado pela Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes. Uma festa tranquila, com a participação de famílias inteiras, crianças, jovens, adultos e  idosos. Um verdadeiro resgate da cultura popular.

Nos sete polos instalados, sendo quatro fixos e três itinerantes, a estimativa é de um público superior a 350 mil pessoas. Além disso, mais de 450 mil pessoas brincaram com o Carnaval nos 283 blocos e agremiações que desfilaram por todos os bairros e regiões do Jaboatão, totalizando uma média de 800 mil foliões.

O prefeito Mano Medeiros esteve em todos os polos e em vários blocos e ficou encantado com o que viu.

Para animar essa festa gigantesca, a Prefeitura do Jaboatão fez mais de 290 contratações artísticas, sendo 93% desse total composta por artistas do município, priorizando o resgate da cultura local. Esses números incentivaram diversos setores da economia. A rede hoteleira registrou uma ocupação de 95% dos seus leitos durante a Folia de Momo e cerca de 4.600 empregos diretos foram gerados. Tudo isso proporcionou uma movimentação superior a R$ 150 milhões, no município.

Somente a Prefeitura mobilizou mais de três mil  trabalhadores, efetivos e contratados, encarregados de diversas funções para garantir a limpeza, segurança, saúde e infraestrutura. Diariamente, 300 agentes de limpeza estavam a postos, recolhendo o lixo nos polos, antes e após os eventos.

Mais de 54 toneladas de resíduos foram recolhidas, além de 26 mil quilos de volumosos (madeiras, metralhas entre outros) descartados pela população nos locais em que iria ter blocos transitando. Equipes da coleta seletiva recolheram quase 400 quilos de materiais recicláveis, que vão gerar renda para as cooperativas locais.

Com serviço de plantão em todos os polos, a Secretaria de Saúde realizou o atendimento de 41 pessoas. Todas as ocorrências foram de baixa complexidade. O Procon Jaboatão manteve uma estrutura de atendimento funcionando 24h durante o carnaval. As equipes registraram 1.527 atendimentos e procederam a liberação de 533 alvarás de autorização sonora para os blocos.

A Secretaria de Assistência Social do Jaboatão fez um trabalho intensivo para fiscalizar e identificar casos envolvendo crianças em situação de trabalho infantil. Durante a festa um caso foi identificado. A Secretaria também executou ação de sensibilização para evitar a venda de bebidas alcoólicas a jovens com idades inferiores a 18 anos. Mais de 17 mil foliões e 11 comerciantes foram abordados e orientados. No Plantão dos

Conselheiros Tutelares foram registradas 13 ocorrências, a maioria de crianças perdidas, que foram localizadas.

O Centro Maristela Just funcionou em regime de plantão durante a folia e realizou ação de sensibilização para mais de 10 mil pessoas sobre o combate à violência contra a mulher em todos os polos, registrando dois casos no período.

A Prefeitura disponibilizou um Camarote acessível com capacidade para 25 pessoas com deficiência. Para esclarecer a população, a Secretaria de Assistência Social promoveu um trabalho de sensibilização com mais de 700 pessoas sobre a questão do capacitismo em relação às pessoas com deficiência.

Da redação do Portal com informações da Prefeitura de Jaboatão