No último sábado, 2 de dezembro, o governador Rafael Fonteles anunciou a data para o início do maior projeto de hidrogênio verde no Piauí, estado do Nordeste.

A cerimônia de lançamento da pedra fundamental da unidade de produção de hidrogênio está marcada para o dia 15 deste mês.

A decisão foi tomada durante uma reunião em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, durante a participação do gestor na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP 28.

Rafael Fonteles destacou a relevância desse empreendimento, considerado o maior da história do estado, com projeção de superar R$ 100 bilhões em investimentos ao longo dos próximos 10 anos.

Além de representar uma expressiva injeção de recursos na economia do Nordeste, o projeto promete gerar empregos e renda para os piauienses.

A unidade de produção de hidrogênio verde será instalada na Zona de Processamento de Exportações (ZPE) de Parnaíba.

Até o ano de 2027, estima-se que as obras relacionadas à produção de hidrogênio verde no Piauí resultarão na criação de pelo menos 10 mil empregos no estado, conforme projeção feita por Victor Hugo Almeida, presidente da Investe Piauí.

A expectativa é ainda mais expressiva para 2035, com a previsão de mais de 60 mil empregos gerados.

O governador explicou que o desenvolvimento do projeto ocorrerá em fases nos próximos anos, com impactos ambientais globais significativos.

Ele ressaltou que essa iniciativa representa a contribuição do Piauí para a transição energética global, colaborando assim com a preservação ambiental e o enfrentamento das mudanças climáticas.

As negociações conduzidas pelo governador em missões internacionais foram cruciais para viabilizar os investimentos na produção desse combustível do futuro no território piauiense.

Recentemente, o Governo do Piauí concedeu licença ambiental prévia para a instalação do Parque de Produção de Hidrogênio Verde na ZPE de Parnaíba, incluindo também a aprovação para a construção de uma usina solar.

No total, as empresas estrangeiras envolvidas planejam investir mais de R$ 100 bilhões nesses empreendimentos.

Rafael Fonteles enfatizou que dezembro marcará dois eventos históricos para o estado: o início do projeto de hidrogênio verde e a inauguração da primeira etapa do Porto de Luís Correia, uma obra aguardada por décadas e que será entregue à população em 13 de dezembro.