O Governo Federal, através da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), anunciou a realização de três concursos públicos, que juntos oferecem um total de 1.150 vagas para candidatos de nível superior. Destas, 90 são para contratação imediata.

Continua após a publicidade:

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

O edital nº 1 oferece quatro vagas para Advogado. O edital nº 2 disponibiliza 35 vagas para a função de Analista de Gestão Corporativa em diversas áreas, como Administração, Governança Corporativa, Recursos Humanos, Tecnologia da Informação e Finanças e Orçamento. Já o edital nº 3 conta com 51 vagas para Analista de Pesquisa Energética, abrangendo áreas como Economia de Energia, Recursos Energéticos, Transmissão de Energia, Meio Ambiente, Planejamento da Geração de Energia, Petróleo e Gás Natural, entre outras.

As oportunidades são distribuídas de acordo com os critérios de inclusão previstos nos editais, com algumas posições reservadas para candidatos pertencentes a grupos específicos, como Pessoas com Deficiência (PCD) e participantes de políticas de inclusão (PPP).

Os selecionados irão trabalhar 40 horas semanais, com salários iniciais de R$ 13.819,45. As lotações serão no Escritório Central, no Rio de Janeiro, ou na Sede da EPE, em Brasília.

Os interessados devem se inscrever no site da FGV Concursos entre as 16h do dia 12 de junho e as 16h do dia 11 de julho de 2024. A taxa de inscrição é de R$ 120,00.

A seleção inclui provas objetivas e, para alguns cargos, provas discursivas. As provas estão previstas para o dia 1º de setembro de 2024 e serão realizadas em Brasília, Rio de Janeiro, Recife e Florianópolis.

A prova objetiva vai contar com questões de língua portuguesa, língua inglesa, noções de administração pública, valor público gerado pela EPE, e conhecimentos específicos do cargo.

Continua após a publicidade:

Os candidatos devem chegar ao local das provas com pelo menos uma hora de antecedência, levando caneta esferográfica de tinta azul ou preta em material transparente, documento de identidade original, e comprovante de inscrição ou pagamento da taxa.

Os concursos terão validade de dois anos, a contar da data de homologação do resultado final no Diário Oficial da União, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Confira mais informações nos editais dos concursos do Governo Federal