Retorno

Israel restabelece FORNECIMENTO DE ÁGUA ao sul da Faixa de Gaza, após 7 dias de escassez

O Ministro de Energia e Infraestrutura de Israel, Israel Katz, anunciou no domingo, 15 de outubro, que o governo retomará o fornecimento de água para o sul da Faixa de Gaza, após uma interrupção total do serviço desde 9 de outubro. Essa mudança de postura foi resultado de um acordo entre o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

De acordo com Katz, a decisão de reabrir o abastecimento de água no sul da Faixa de Gaza, como acordado entre Netanyahu e Biden, visa deslocar a população civil para essa região e fortalecer o cerco geral, particularmente nos setores de eletricidade, água e combustível em Gaza, com o objetivo de apoiar as operações das forças de segurança israelenses no combate à infraestrutura do Hamas durante o conflito no Oriente Médio.

Phillippe Lazzarini, comissário-geral da UNRWA, expressou a urgência da situação, descrevendo-a como uma questão de vida ou morte. Ele enfatizou a necessidade crítica de fornecer combustível e água imediatamente para atender às necessidades de dois milhões de pessoas na região. A UNRWA estima que cerca de 650 mil indivíduos tenham sido afetados pela escassez de água na área.

VEJA MAIS:

>> VÍDEO: Terroristas do HAMAS divulgam vídeo com crianças israelenses SEQUESTRADAS

O Ministério de Saúde de Gaz atualizou mais uma vez o número de mortos palestinos neste domingo (15). São mais de 2,6 mil vítimas palestinas desde o dia 7 de outubro, quando terroristas do Hamas atacaram Israel.

Sem espaço nos cemitérios e diante do risco iminente de transportar vítimas para os hospitais, as autoridades de saúde na Faixa de Gaza – controlada pelo Hamas – estão armazenando os corpos dos palestinianos mortos pelos ataques aéreos israelitas em caminhões refrigerados.