Vinícius Júnior foi decisivo para o Real Madrid mais uma vez. Em um jogo no qual o time merengue foi dominado durante a maior parte do tempo pelo Bayern de Munique, dois gols marcados pelo atacante brasileiro garantiram o empate por 2 a 2 na Allianz Arena, na Alemanha, no primeiro jogo da semifinal da Liga dos Campeões. Vini deixou o Real na frente e a virada bávara veio com gols de Sané e Harry Kane, mas o camisa 7 marcou de novo no final do segundo tempo, em pênalti sofrido por Rodrygo.

A decisão da vaga na final será na semana que vem, dia 8, quarta-feira, quando os dois times se enfrentam no Santiago Bernabéu. Cada um deles precisa de uma vitória por um gol de diferença, e caso ocorra um novo empate será necessária a disputa de prorrogação. A outra semifinal é entre Borussia Dortmund e Paris Saint-Germain, que se enfrentam nesta quarta.

O Bayern foi dominante durante a maior parte da primeira metade da etapa inicial. O quarteto Musiala, Muller, Harry Kane e Sané funcionava bem na articulação das jogadas ofensivas, especialmente os dois últimos. Apesar disso, tanto Kane quanto Sané, os dois que mais apareceram dentro da área, não resolveram na frente de gol quando tiveram a oportunidade.

Todo o esforço bávaro pareceu em vão no momento em que o aparentemente adormecido Real Madrid tirou uma belíssima jogada da cartola para abrir o placar. Toni Kross acertou uma enfiada, do meio de campo, e fez a bola encontrar Vini Jr dentro da área. O atacante brasileiro nem precisou dominar, apenas bateu de chapa na saída de Manuel Neuer e colocou na rede.

O restante do primeiro tempo teve menos oportunidades para os dois lados, já que ambos mostraram limitações no último terço, não à toa o lance mais perigoso deste período foi um chute de fora da área de Harry Kane.

O início da etapa final foi de indícios de que o Real Madrid poderia tomar o controle da partida, como mostrou Kroos em uma belíssima finalização defendida por Lunin, ainda aos cinco minutos. Não houve, entretanto, a concretização do anunciado pelos primeiros minutos. Logo, o Bayern realinhou-se na partida e corrigiu os erros cometidos anteriormente para ditar o ritmo.

Depois de ser um pouco displicente na conclusão de outros lances, Sané calibrou o pé para empatar o jogo, aos sete minutos, em jogada na qual invadiu a área pelo lado direito e bateu no canto para superar Lunin. O gol da virada foi de pênalti, apenas quatro minutos depois. Harry Kane foi o responsável por converter a penalidade, marcada após Lucas Vásquez derrubar Musiala na área.

O time bávaro continuou marcando presença no campo de ataque e foi capaz de oferecer novos sustos aos merengues, que mal conseguiam organizar jogadas ofensivas quando tomavam a bola, cenário que mudou perto do final do jogo, graças às peças brasileiras do time madrilenho. Vini Jr, que quase já havia empatado em lance no qual parou em defesa de Neuer, converteu pênalti sofrido por Rodrygo, aos 36 minutos.

Estadão Conteúdo.