Continua após a publicidade:

Dirigentes do futebol da Sérvia ameaçaram deixar a Eurocopa em função dos cânticos ofensivos que partiram dos torcedores durante a partida entre Albânia e Croácia. O jogo foi disputado nesta quarta-feira e terminou empatado em 2 a 2.

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Esportes no seu celular

Continua após a publicidade:

A Sérvia entrou em campo nesta quinta-feira, em sua segunda partida da fase de grupos contra a Eslovênia, em Munique, e ficou no empate de 1 a 1. “O que aconteceu é escandaloso e pediremos sanções à Uefa, mesmo ao custo de não continuarmos na competição”, disse o secretário-geral da Federação Sérvia de Futebol, Jovan Surbatovic.

Num outro comunicado, a federação sérvia condenou “o vergonhoso comportamento racista” dos albaneses e croatas que estiveram no estádio e disse que o jogo deveria ter sido suspenso assim que os cânticos começaram.

Continua após a publicidade:

A Uefa, entretanto, não reagiu aos comentários. A animosidade dos torcedores croatas e albaneses em relação aos sérvios e vice-versa remonta às guerras dos Bálcãs que aconteceram durante a década de 1990.

Na Eurocopa, a entidade que comanda o futebol europeu multou as federações sérvia e albanesa em 10.000 euros (pouco mais de R$ 58 mil) cada, depois de os seus adeptos exibiram faixas com mapas nacionalistas nos seus primeiros duelos.

Estadão Conteúdo.

Continua após a publicidade: