Continua após a publicidade:

Andreas Pereira entrou para a história da seleção brasileira no dia 12 deste mês ao se tornar o primeiro jogador nascido fora do País a balançar as redes pela equipe nacional. O meio-campista, nascido na Bélgica, agora realiza o sonho de defender o Brasil numa competição oficial. E, na véspera da segunda partida da equipe na Copa América, ele projeta uma possível estreia no torneio.

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Esportes no seu celular

Continua após a publicidade:

Andreas projeta sua estreia na Copa América porque não saiu do banco de reservas no primeiro jogo da seleção na competição, o empate sem gols com a Costa Rica, na segunda-feira. O meia poderia ser uma possível novidade do técnico Dorival Júnior para o setor, que enfrentou muitas dificuldades na armação no começo da semana.

Dorival já indicou que poderá fazer mudanças na equipe titular para o segundo jogo da seleção na Copa América, contra o Paraguai, nesta sexta-feira, às 22 horas (de Brasília). O jogador, que defendeu o Flamengo entre 2021 e 2022, poderia também aparecer no time no decorrer da partida.

Continua após a publicidade:

Filho de pais brasileiros, Andreas Pereira nasceu na Bélgica e chegou a ser cotado para a seleção principal do país europeu, após passar pelas categorias de base da equipe. Em 27 jogos pelos times sub-15 e sub-17, ele anotou 13 gols. No entanto, o meia garante que sempre sonhou em defender a seleção brasileira.

Andreas nasceu na Bélgica porque seu pai, Marcos Antônio Pereira, também jogador profissional. E, na época, vestia a camisa do KV Mechelen, da primeira divisão do futebol belga.

Continua após a publicidade:

Estadão Conteúdo.