Apuração

F1: chefe da Red Bull, Christian Horner é alvo de investigação interna; ENTENDA

Se culpado, o britânico poderá ser substituído por Jonathan Wheatley antes mesmo da temporada começar.

F1: Red Bull já recebeu conclusões do CASO HORNER, diz site; CONFIRA DETALHES
Christian Horner. Foto: Reprodução/Instagram

Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull Racing, time de Fórmula 1 (F1), está sendo investigado após uma denúncia de “comportamento inapropriado”, e segundo o portal alemão Auto Motor Und Sport, a audiência para ouvir os envolvidos já está marcada.

A Red Bull Racing o aconselhou a renunciar ao posto de chefe, mas ele recusou a possibilidade e afirmou ser inocente, de acordo com a imprensa alemã.

Segundo o jornal Bild, as investigações começaram depois da Red Bull tomar conhecimento de que Horner teria enviado fotos com conteúdo impróprio a uma funcionária, porém ele negou as acusações.

Já o portal neerlandês De Telegraaf informou na segunda-feira, 5 de fevereiro, que o britânico teria se dirigido de maneira inadequada a um membro da equipe.

As investigações do “Caso Horner” acontecem há algumas semanas e, de acordo com o Auto Motor Und Sport, a audiência acontecerá na próxima sexta-feira.

Se Christian Horner for declarado culpado e tiver que deixar a equipe, Jonathan Wheatley é apontado como o principal nome para ocupar o cargo de chefe de equipe. Porém, ainda não é certo se ele ocuparia o cargo em definitivo.

Horner é chefe de equipe da Red Bull desde que a equipe chegou à Fórmula 1, em 2005, e foi peça fundamental na conquista de seis títulos de construtores e sete de pilotos.