Ação

Defesa de Robinho faz novo pedido ao STF pela liberdade do ex-jogador preso por estupro

O pedido da defesa é para que o ex-jogador aguarde em liberdade a análise dos recursos contra a decisão do Supremo Tribunal de Justiça.

Defesa de Robinho faz novo pedido ao STF pela liberdade do ex-jogador, preso por estupro
Robinho. Foto: Ivan Storti/Santos FC.

A defesa de Robinho recorreu nesta terça-feira, 2 de abril, ao Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo a revogação da prisão do ex-atleta, condenado e preso por estupro.

O pedido da defesa é para que Robinho aguarde em liberdade a análise dos recursos contra a decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que determinou nove anos de pena e a execução imediata da prisão.

Segundo os advogados a prisão do ex-jogador é ilegal, pois não se pode determinar a prisão da pena estabelecida em sentença estrangeira se não está assentado de forma definitiva o seu cumprimento no Brasil.

O Ex-jogador Robinho foi detido em 21 de março, em Santos, para iniciar o cumprimento de uma pena de 9 anos de prisão, por um estupro coletivo cometido na Itália.

O crime de violência sexual coletivo ocorreu no ano de 2013, quando Robinho era uma das principais peças do elenco do Milan, clube da cidade de Milão, na Itália.