Continua após a publicidade:

Mesmo com um pênalti desperdiçado por Cristiano Ronaldo na prorrogação, Portugal acabou eliminando a Eslovênia nas oitavas de final da competição nesta segunda-feira, em Frankfurt, na Alemanha. Após empate sem gols no tempo normal e na prorrogação, Portugal venceu a disputa de pênalti após Illicic, Balkovec e Verbic desperdiçarem as três primeiras cobranças diante de Diogo Costa. Cristiano Ronaldo, Bruno Fernandes e Bernardo Silva marcaram para Portugal, que fez 3 a 0.

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Esportes no seu celular

Continua após a publicidade:

O rival nas quartas de final será a França, que mais cedo venceu a Bélgica por 1 a 0, na próxima sexta-feira. Campeão da Euro em 2016, Portugal foi eliminado nas oitavas de final na última edição, em 2020.

A Eslovênia fez história. Pela primeira vez em um mata-mata de uma grande competição, a seleção chegou às quarta de final da competição sem nunca ter vencido uma partida competição no tempo normal. Em duas participações, são seis empates em sete jogos. A taxa de 85,7% de igualdades é maior do que a de qualquer outra equipe na história do torneio. O resultado ampliou a sequência de invencibilidade dos eslovenos em 2024 para 9 jogos (3 vitórias e 6 empates), sendo que a Dinamarca foi a última equipe a derrotá-los, em novembro de 2023.

O goleiro esloveno Jan Oblak conseguiu frear Cristiano Ronaldo com bola rolando pelo sexto jogo seguido. O camisa 7 não faz gol nele desde que marcou três na Liga dos Campeões 2018/19, enquanto ele estava na Juventus, e Oblak pelo Atlético de Madrid Desde então atacante tentou pelo time italiano (duas), pelo Manchester United (duas) e agora duas também pela seleção de Portugal.

Continua após a publicidade:

Portugal começou a partida pressionando, e a Eslovênia tinha pouco espaço para avançar ao ataque. No começo do jogo, Portugal chegou a ostentar quase 80% de posse de bola, mas isso não resultava em jogadas perigosas de gol.

Pelo lado esquerdo, Rafael Leão era bem marcado. Cristiano Ronaldo também não tinha espaço quando pisava na área. O atacante chegou a cair duas vezes na área, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.

Com a esquerda congestionada, as melhores jogadas de Portugal foram pelo lado direito com cruzamento de Bernardo Silva e Cancelo. A primeira finalização do jogo só saiu aos 30 minutos, quando Cancelo busco a linha de fundo e cruzou. Cristiano Ronaldo conseguiu cabecear, mas como estava pressionado a finalização saiu fraca nas mãos de Oblak, no meio do gol.

Com o passar do tempo, os espaços foram surgindo. Em um rápido ataque, Rafael Leão avançou pelo meio e foi derrubado próximo da área. Cristiano Ronaldo bateu forte, por cima do gol.

Continua após a publicidade:

No final do primeiro tempo, a Eslovênia conseguiu sua única finalização com Sesko arriscando de fora da área, sem perigo para o goleiro Diogo Costa. Portugal ainda teve chance de abrir o placar quando Rafael Leão fez grande jogada pela esquerda e rolou para Palinha finalizar na entrada da área na trave.

O segundo tempo começou com Portugal novamente pressionando. Aos 9 minutos, Cristiano Ronaldo teve nova chance em cobrança de falta. Novamente, ele bateu forte, desta vez no gol, mas na direção do goleiro Oblak, que fez a defesa, rebatendo para o meio da área.

Continua após a publicidade:

Portugal tinha muita dificuldade para furar o bloqueio esloveno na frente da área e, por vezes, permitia o contra-ataque dos rivais. Foi o que aconteceu aos 17 minutos, quando Sesko dominou a bola no campo defensivo e partiu em velocidade, sob marcação de Pepe. Ele conseguiu a finalização, mas o chute saiu sem direção, do lado direito de Oblak.

Cristiano Ronaldo teve nova chance em cobrança de falta, que mandou para fora, e sua melhor oportunidade aconteceu aos 44 minutos, quando recebeu dentro da área um passe de Diogo Jota e finalizou de esquerda para a defesa de Oblak. Foi o

primeiro jogo das oitavas de final da Euro que terminou sem gols

Na prorrogação, a defesa da Eslovênia continuou muito bem montada e a melhor oportunidade de Portugal foi desperdiçada por Cristiano Ronaldo. Aos 13 minutos do primeiro tempo, Diogo Jota invadiu a área pelo meio, cercado por eslovenos, e foi derrubado por Drkusic. O pênalti é marcado.

O maior artilheiro da história da Euro bateu forte, no canto esquerdo de Oblak, que conseguiu desviar. A bola ainda bateu na trave. Cristiano Ronaldo se mostrou bastante abatido e foi consolado pelo companheiros portugueses.

No segundo tempo da prorrogação, a melhor chance foi da Eslovênia. Após falha do zagueiro Pepe, Sesko avançou livre e finalizou na entrada da área. O goleiro Diogo Costa salvou Portugal com o pé esquerdo, e a definição da vaga para as quartas de final foi para a disputa de pênaltis.

Estadão Conteúdo.