A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu 17 homens e apreendeu, na sexta-feira, 19 de maio, um arsenal de armas de grosso calibre dentro de um “quarto secreto” em uma ONG chamada Multiplicação Social, no Complexo do Israel, localizado na Zona Norte do Rio.

Continua após a publicidade:

Um vídeo da ação policial viralizou nas redes sociais após um dos narradores afirmar que a ONG pertencia ao apresentador da TV Globo, Luciano Huck.

Leia também:
>>>VÍDEO: PM é MORTO por policial civil após BRIGA por causa de CACHORROS DE RUA

“Fala para ele entrar, para vir aqui na ONG do Luciano Huck. Isso aqui é ONG. Para quem tinha dúvida de que essas organizações estavam associadas ao tráfico de drogas, está aqui uma prova irrefutável. Não só associadas, mas auxiliam no tráfico, escondendo armas e procurados da Justiça”, diz o autor do vídeo.

No entanto, a informação é falsa e a ONG não pertence ao apresentador da Rede Globo. A instituição foi fundada por José Cláudio Fontoura Piuma, também conhecido como Gaúcho, um ex-traficante do Rio de Janeiro. O que pode ter acontecido é da ONG ter sido abordada ou mencionada em algum programa de Luciano Huck.

De acordo com reportagem do jornal Extra há evidências de que o fundador da ONG possuía conexões com o tráfico de drogas. No entanto, não existe qualquer associação societária entre Luciano Huck e o projeto Multiplicação Social.

Durante a ação, foram apreendidos 15 fuzis, uma metralhadora calibre .30, um fuzil Barrett calibre .50, 21 granadas, uma grande quantidade de munição, drogas e outros itens ilícitos. A polícia estima que o valor do armamento apreendido ultrapasse R$ 1 milhão.

Da redação do Portal de Prefeitura com informações do AM Post