Na quinta-feira, 6 de abril, a Prefeitura do Recife, por meio da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), intensificou a fiscalização com blitze nas madrugadas.

Ao todo, foram feitas 839 abordagens em diversos pontos da cidade. Os motoristas realizaram o teste do bafômetro, mas não houve flagrante de alcoolemia. A operação foi realizada em parceria com a Guarda Municipal e com a Polícia Militar.

Leia também:
>>>Prefeitura do Recife leva mutirão de vacinação itinerante para 13 localidades no feriado da Semana Santa; CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

Blitze no Recife. Foto: Wagner Ramos/Prefeitura do Recife

Em um dos pontos, por exemplo, a ação contou com um efetivo de mais de 30 profissionais, entre agentes de trânsito, guardas municipais e policiais militares, além de 14 viaturas, sendo três guinchos.

Desde 2022, a CTTU intensificou a fiscalização com blitze, mapeando áreas de infrações e de sinistros de trânsito. Ao todo, foram feitas mais de 750 blitze ao longo do ano passado e mais de 108 mil abordagens aos condutores, das quais 8% geraram notificações. A meta da CTTU é aumentar em pelo menos 30%

“Os casos mais comuns que vemos nas blitze são de veículo em mau estado de conservação, como pneus carecas ou motociclistas com o freio quebrado e, ainda, com capacete afivelado de forma incorreta ou mesmo sem o capacete. Isso é preocupante porque coloca as pessoas em risco. Outro ponto importante das nossas operações é que mapeamos os locais onde há intenção de fazer prática de rachas e pegas para evitar que esses eventos aconteçam”, explica Nilton Prazeres, gerente geral de operação e fiscalização da CTTU.

O atendimento da CTTU, que pode ser feito pelo 0800.081.1078 ou pelo twitter @CTTU_Recife, recebe informações dos cidadãos com denúncias sobre a prática de rachas na cidade. Em 2022, a taxa de atendimento do órgão às demandas recebidas pelos cidadãos foi de 95%.

Agora, a intenção é intensificar ainda mais a fiscalização durante a madrugada porque esse é o horário em que os sinistros de trânsito são mais graves, como aponta o Relatório Anual de Segurança Viária da CTTU, produzido em parceria com a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária.

“Quando analisamos a taxa de letalidade dos sinistros de trânsito no Recife, observamos uma diminuição de 18,4% entre 2020 e 2021, mas a madrugada, apesar de ser o período com o menor número de sinistros de trânsito registrados, com 11 vítimas fatais em 2021, ainda é o período cuja gravidade das ocorrências são maiores. Isso pode ser devido ao cometimento de infrações de trânsito mais graves e, dessa forma, se faz necessário intensificar o efetivo nas ruas para conscientizar sobre o respeito às leis de trânsito”, destaca Amanda Conceição, coordenadora de dados da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária.

Segurança Viária

As políticas de segurança viária adotadas no Recife estão salvando vidas. Os resultados demonstram a diminuição do número de mortos no trânsito.

Entre 2020 e 2021, o número de vítimas fatais reduziu em 18%, isso se deu com uma gestão que faz uso da abordagem sistêmica, atuando nos pilares de fiscalização, educação, engenharia de trânsito e gestão de dados.

Todas essas áreas intensificadas levam à mudança de comportamento e ao desenho de ruas mais seguros para todas as pessoas.

Da redação do Portal com informações da Prefeitura do Recife