O Tribunal Regional Eleitoral em Pernambuco (TRE-PE), após pedido de desfiliação partidária e cancelamento de registro de candidatura de Júlio Lóssio, elaborado pelo partido REDE Sustentabilidade, decidiu, por unanimidade, manter o registro de candidatura ao governo do Estado de Pernambuco de Júlio Lóssio.

Foto: Beto Dantas/Portaldeprefeitura

O acórdão, proferido nos autos do Processo nº 0602806-49.2018.6.17.0000, de Relatoria do Desembargador Agenor Ferreira de Lima Filho, seguindo Parecer proferido pelo Ministério Público Eleitoral, destaca que para o cancelamento do registro de candidatura, o partido deveria ter cumprindo todos os requisitos que assegurassem o contraditório e a ampla defesa, e o devido processo legal, no procedimento que ensejou a expulsão de Júlio Lóssio do partido, o que não restou comprovado nas provas apresentadas pelo partido nos autos do processo.

Em vídeo enviado ao Portal de Prefeitura, Júlio Lóssio, comemorou a decisão proferida pelo TRE-PE, declarando que “a decisão só demonstra o quanto foi descabida a ação da REDE, e isso quer dizer que a gente continua na urna, e dia 07 de outubro, vou estar na urna, com o mesmo sorriso, esperando por todos!”.

Até o presente momento o Partido REDE Sustentabilidade, não informou se irá recorrer da decisão.

Em seus termos, o acórdão proferido pelo TRE-PE, representa numa grande vitória para Júlio Lóssio, já na reta final de campanha, já que o mesmo, desde a divulgação do apoio de candidatos que declaram voto ao candidato a presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), sofreu inúmeras represálias de membros da Executiva Estadual, como relatado pelo mesmo no programa Papo Café do Portal de Prefeitura ( https://goo.gl/LZMc1m, clique no link ao lado) na última segunda feira (01/10).

Inclusive, após o pedido direto do partido, que descumpriu, inclusive informações prestadas pelo TRE-PE, a campanha de Júlio Lóssio não estava mais sendo transmitida no horário eleitoral gratuito no rádio e na TV, estando esta correndo apenas através de divulgação nas mídias sociais.

Já para o partido REDE Sustentabilidade, o acórdão, mesmo que indiretamente, passa a expor a crise de egos ocorrente dentro do partido, que acaba perdendo força quanto a sua representatividade dentro do Estado de Pernambuco.