Neymar teve o rompimento do ligamento cruzado anterior e do menisco do joelho esquerdo confirmados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta quarta-feira, 18 de outubro.

A lesão aconteceu no fim do primeiro tempo do duelo entre a seleção brasileira e a uruguaia pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026, em Montevidéu.

Leia também:
>>>VÍDEO: NEYMAR XINGA torcedor após ser atingido por saco de PIPOCA em EMPATE INÉDITO com a VENEZUELA: ‘fiquei bem NERVOSO’

Continua após a publicidade:

De acordo com informações da entidade, Neymar terá de passar por uma cirurgia para correção da lesão. Ainda não há data confirmada para a operação. Assim que sentiu a lesão, o atacante de 31 anos pediu atendimento médico e foi substituído.

Na saída do Estádio Centenário de Montevidéu, após a derrota do Brasil, por 2 a 0, para o Uruguai, Neymar usou um par de muletas do tipo canadense para se locomover e estava com o joelho esquerdo imobilizado.

O departamento médico da CBF se mantém em contato com seus pares no Al-Hilal, clube da Arábia Saudita em que atua o atacante. Não foi informado o prazo de recuperação para o craque. No entanto, casos como este costumam demorar ao menos seis meses.

O Al-Hilal, em suas redes sociais, desejou sorte a Neymar na recuperação.

“Volte mais forte”, escreveu o clube, que também informou que o atacante será submetido a um programa de tratamento que será determinado mais adiante.

A Federação Internacional de Futebol (Fifa) também se manifestou sobre a lesão de Neymar.

Continua após a publicidade:

“Desejamos a você uma ótima recuperação”, publicou a entidade máxima da modalidade.

Estadão Conteúdo