Bruna Biancardi se pronunciou pela primeira vez após Neymar ter sido visto em uma balada conversando e abraçando uma mulher em Barcelona, na Espanha. A influenciadora, que está grávida do jogador, se disse “decepcionada”.

O vídeo começou a circular nas redes sociais na noite de segunda-feira, 18 de setembro, após ser publicado pelo colunista Leo Dias. No registro, o atleta aparece conversando com uma jovem loira e outra morena enquanto “curte” a noitada.

Leia também:
>>> VÍDEO: NEYMAR anuncia sexo de bebê do deputado NIKOLAS FERREIRA, em CHÁ REVELAÇÃO, com participação remota do jogador

Assista:

https://www.instagram.com/reel/CxYynpyMHOM/

O jornalista também divulgou prints de uma conversa com o pai do jogador, no qual ele diz que o filho está solteiro, mas depois se contradiz, afirmando que há um relacionamento com Bruna Biancardi. Veja:

flagra-neymar-ataca-novamente-e-curte-noitada-na-espanha-com-duas

Neymar com as mulheres na balada. Fonte: Portal LeoDias

No início da tarde desta terça-feira, 19, a influenciadora utilizou os stories do Instagram para falar sobre a situação.

“Estou ciente do ocorrido e mais uma vez decepcionada. Mas, na reta final da minha gravidez, o meu foco e preocupação estão direcionados exclusivamente à minha filha e é somente nisso que vou pensar nesse momento”, escreveu.

Ao portal Uol, a assessoria de Neymar disse que ele estava em Barcelona para ver o filho, Davi Lucca, e comemorar o aniversário do outro filho de Carol Dantas – mãe de Davi. Depois da festa, o jogador e amigos teriam ido para a balada em que o vídeo foi gravado.

O atleta e Bruna anunciaram que seriam pais em abril de 2023. Em junho, o jogador, que atualmente defende o Al-Hilal, da Arábia Saudita, foi acusado de traição ao ser exposto pela blogueira Fernanda Campos, com quem teria mantido uma relação.

“Bru, já te pedi perdão pelos meus erros, pela exposição desnecessária, mas me sinto na obrigação de vir publicamente reafirmar isso. Se um assunto privado se tornou público, o pedido de perdão tem que ser público”, escreveu Neymar na época.

Estadão Conteúdo