A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou nesta quarta-feira (16) uma operação de combate a uma organização criminosa especializada nos crimes de peculato, “apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio.” Quem comete este tipo de crime está sujeito a uma pena de reclusão de 2 a 12 anos e pagamento de multa. Além de falsidade ideológica em Aliança, Zona da Mata Norte de Pernambuco. O esquema de corrupção está ligado a funcionários da Câmara de Vereadores da cidade.

A ação denominada Anticorrupção II está sendo coordenada pelo Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco). Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão expedidos pela Vara da Comarca de Aliança.

As investigações do caso tiveram início em agosto do ano passado, quando começaram a ser apurados os supostos crimes contra a administração pública de Aliança.