Apuração

Brasil aplica quase 1,5 milhão de doses da vacina contra Covid-19 na última terça (27)

O Brasil aplicou na terça-feira, 27 de abril, quase 1,5 milhão de doses da vacina contra a Covid-19. O país alcançou a marca de 1.48 milhão de pessoas imunizadas de acordo com números do site vacinabrasil.org.

O resultado diário fica atrás apenas da última sexta-feira, 23 de abril, que alcançou mais de 1,7 milhão, a maior do mês de abril.

Ao todo, o Brasil já aplicou 44,2 milhões de vacinas, sendo 30,2 milhões na primeira dose, e 14 milhões na segunda, que estão imunizada quase que 100% da forma grave do novo coronavírus.

Leia mais:
>>> Senado aprova PL que obriga vacinação em feriados e fins de semana

Tipos de Comorbidade em grupo prioritário em Pernambuco

Na segunda-feira, 26 de abril, em pactuação com gestores municipais, o Governo de Pernambuco definiu como será o procedimento para a imunização das pessoas com comorbidades, próximo grupo a ser vacinado, assim que o Estado receber doses suficientes.

A pessoa com comorbidade deve preencher um formulário, que será disponibilizado para que esse atestado possa ser apresentado no ato da vacinação. Também foi acordado que essa vacinação irá avançar por faixa etária, começando com aqueles entre 55 e 59 anos, e decrescendo a partir da chegada das vacinas até chegar aos 18 anos.

As exceções serão as pessoas que fazem hemodiálise e com síndrome de Down, por recomendação do MS, e as pessoas vivendo com HIV, transplantadas e com obesidade mórbida, que poderão ser vacinadas em sua totalidade já no primeiro momento.

Estratégia

Na segunda-feira, 26 de abril, o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde, pactuou com os gestores municipais que as doses remanescentes da Coronavac/Butantan devem ser utilizadas, prioritariamente, como segunda dose, para completar os esquemas vacinais já iniciados contra a Covid-19.

A decisão foi tomada em virtude da última remessa do imunizante encaminhada pelo Ministério da Saúde (MS) ter vindo em quantidade abaixo da esperada. Ainda foi reforçado que, caso não haja estoque, os gestores municipais devem fazer o agendamento para quando uma nova remessa chegar, prevista apenas para maio.