Depois de ser surpreendido com nota de expulsão divulgada no site da executiva nacional da Rede Sustentabilidade, Julio Lossio, ex-prefeito de Petrolina, declarou que ainda não foi notificado e que seguirá em corrida pelo governo de Pernambuco. O candidato classificou ainda a decisão como “manifestação opressiva e antidemocrática”.

“Apesar de ainda não ter sido notificado da decisão, em relação à publicação feita no site da REDE Sustentabilidade, venho esclarecer: A legislação garante que um filiado a partido político somente pode ser expulso por processo disciplinar em que sejam garantidos o contraditório, a ampla defesa e o devido processo legal”, argumentou Lossio.

Sobre sua candidatura ao governo, ele explica que, “a campanha seguirá normalmente até a decisão da Justiça eleitoral, quem efetivamente tem competência para dar a palavra final sobre o tema e deliberar sobre eventual pedido de cancelamento de registro de candidatura.”

Lossio finalizou sua nota de esclarecimento, dizendo que, “Os partidos políticos não podem pregar a democracia da  “porta pra fora” e funcionar com uma ditadura “porta pra dentro”. A democracia intrapartidária exige respeito aos direitos fundamentais dos filiados, tal como previsto na nossa valorosa Constituição” , pontuou.

Entenda o caso:

Mesmo declarando fidelidade a Marina Silva (REDE), desde o lançamento de sua candidatura ao governo de Pernambuco, o ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio, foi surpreendido com decisão unânime da executiva nacional nesta sexta-feira (21), de lhe desfiliar do partido nas vésperas das eleições.

A legenda já tinha notificado o candidato na última quarta-feira (19), após ele ter recebido apoio do candidato a deputado federal pelo PRP,  Coronel Meira, em ato realizado em um restaurante no bairro do Derby, Região Metropolitana do Recife. O anúncio foi divulgado hoje no site da Rede Sustentabilidade.

Em pesquisas de intenções de votos, divulgadas nos últimos dias, Lossio aparece em terceiro lugar. A justificativa da executiva nacional da REDE, diz que a decisão foi tomada após resposta do político ao “processo ético disciplinar interno por realizar aliança não aprovada em Convenção Eleitoral com partido político adversário”.

A nota ainda explica que, “em decorrência da decisão de expulsão, a REDE Sustentabilidade pedirá, junto à Justiça Eleitoral, o cancelamento do registro de candidatura de Julio Lossio ao governo do estado de Pernambuco”.