Continua após a publicidade:

A Secretaria de Estado da Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), confirmou seis surtos da doença de pele no período. Pelo menos dez cidades de Santa Catarina já registraram casos de escabiose, popularmente conhecida como sarna humana, entre janeiro e junho deste ano.

Surtos confirmados e investigações

Os surtos ocorreram em diferentes cidades e meses, com confirmações em Florianópolis, Criciúma, Barra Velha, Itajaí e Balneário Camboriú. Além desses, outros quatro surtos estão sob investigação.

Continua após a publicidade:

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

As cidades afetadas ao longo do ano incluem Criciúma, Camboriú, Balneário Camboriú, Itapema, Itajaí, Porto Belo, Navegantes, Barra Velha, Florianópolis e São João Batista.

De acordo com o levantamento mais recente da Dive/SC, publicado na última sexta-feira, 28 de junho, as cidades que investigam possíveis novos surtos da doença são Balneário Camboriú, Camboriú, Itajaí e Itapema.

Continua após a publicidade:

Sintomas e tratamento da sarna humana

A escabiose, ou sarna humana, é uma doença de pele transmitida entre seres humanos pelo ácaro Sarcoptes scabiei. Os principais sintomas incluem coceira intensa, especialmente à noite, erupções cutâneas, pequenas bolhas e linhas finas na pele, que indicam os túneis escavados pelos ácaros.

A transmissão ocorre principalmente pelo contato direto com a pele de uma pessoa infectada, mas também pode acontecer por meio de vestuário, roupas de cama e itens compartilhados. O tratamento inclui o uso de ivermectina oral e loção de permetrina aplicada na pele.

Para evitar novas infestações, é essencial desinfetar ambientes e móveis, como sofás, tapetes e colchões, isolar o caso ativo e tratar todos os contatos próximos, mesmo que não apresentem sintomas.