O procurador geral da República, Paulo Gonet, pediu nessa sexta-feira, 15 de março, que o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeite a queixa-crime apresentada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelos crimes de difamação e injúria.

O ex-presidente entrou com uma ação contra Lula no STF após um discurso do atual presidente em maio do ano passado.

Para Bolsonaro, Lula teria lhe associado a uma mansão nos Estados Unidos de propriedade do irmão do seu ex-ajudante de ordens Mauro Cid, durante o evento de assinatura do decreto de regulamentação da Lei Paulo Gustavo.

O procurador-geral da República apresentou parecer pedindo a extinção da queixa crime.