Nesta segunda-feira, (1°), um jovem de 17 anos foi preso, em São Vicente, no litoral de São Paulo, suspeito de ter agredido e jogado o enteado de dois anos contra a parede. Ao ser abordado, o homem confessou o crime e disse que jogou o bebê porque ele estava chorando.

Continua após a publicidade:

De acordo com boletim de ocorrência, após agressão, a criança foi levada pelo casal até o pronto-socorro central da cidade. No hospital, a mãe da vítima, de 22 anos, falou à equipe médica que o filho havia caído da cama enquanto brincava com a irmã. Contudo, o padrasto admitiu que a agressão foi motivada pelo choro da criança.

📲 Entre no nosso grupo de Telegram e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

A polícia ainda apurou que o suspeito vinha maltratando a criança desde da última quinta-feira. 27 de junho, causando machucados na cabeça e tornco do bebê.

Segundo a advogada do pai da criança, Victorya Santana, relatou que a mãe não deixava a família paterna ver o menino. De acordo com ela, a genitora teria negado uma visita da avó paterna recentemente.

A advogada ainda disse que o pai do menino está muito nervoso e teria se reunido com a equipe médica que atendeu o filho.

O bebê está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Santa Casa de Santos com traumatismo crânioencefálico grave, afundamento de crânio, hematomas na face, entre outros ferimentos.A criança respira com ajuda de aparelhos e corre o risco de não sobreviver.

O conselho tutelar foi acionado pela direção do hospital. A avó materna ficará responsável pela guarda provisória da vítima.O padrasto foi apreendido em flagrante e responderá por maus-tratos e tentativa de homicídio. A mãe também foi presa e será indiciada. O caso está sob responsabilidade da DP de São Vicente.

Continua após a publicidade: