Um homem de 27 anos foi preso pela Polícia Civil do Maranhão (PCMA) na terça-feira, 27 de fevereiro, na cidade de Timon, curiosamente usando duas tornozeleiras eletrônicas, uma monitorada pela Justiça maranhense e outra do Piauí.

delegado Cláudio Mendes, da 2º DP de Timon, disse que é “raro” encontrar presos que usam duas tornozeleiras.

Detido por roubo majorado – uma forma agravada do roubo simples – o preso foi condenado a 15 anos de reclusão. A polícia aponta que ele e mais dois comparsas teriam furtado residências, principalmente chácaras, com armas de fogo.

Continua após a publicidade:

Segundo o delegado, o homem responde a vários processos em Teresina, capital do Piauí, e em Timon, cidade maranhense que faz divisa com o Piauí, por roubos a residências.

Preso era gerente de academia e universitário

A polícia afirmou que o preso ocupava o cargo de gerente de uma academia de musculação, em Timon, e é estudante de ciências contábeis na Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

Mais informações sobre a identidade do jovem não foram reveladas pela PCMA.

No momento, o homem deve ser encaminhado para uma unidade prisional da região para iniciar o cumprimento da sentença.

Continua após a publicidade: