Aumento

Dengue: em dois meses, já foram registrados mais de 1 milhão de casos no Brasil; são 214 mortes

O número representa quase cinco vezes o registrado no mesmo período de 2023, quando 207.475 infecções foram notificadas.

Dengue ou gripe? Veja os sitomas de cada doença
Aedes aegypti. Foto: Divulgação/MS.GOV.BR .

Às vésperas do ‘Dia D’ convocado pelo governo federal contra o Aedes Aegypti, o Brasil ultrapassou nesta quinta-feira, 29, a marca de 1 milhão de casos prováveis de dengue, segundo atualização feita no Painel de Monitoramento de Arboviroses do Ministério da Saúde.

O número, referente às oito primeiras semanas de 2024, representa quase cinco vezes o registrado no mesmo período de 2023, quando 207.475 infecções foram notificadas.

O número de casos graves ou com sinais de alarme da dengue também avançou no período: no primeiro bimestre de 2024 foram registrados 2,5 vezes mais casos desse tipo em comparação com o mesmo período de 2023.

É importante considerar que o País se aproxima de 60% dos casos registrados em todo o ano passado, o segundo com o maior número de relatos prováveis desde 2000. Até o momento, foram registrados 214 óbitos neste ano em decorrência da doença.

Outras 687 mortes são investigadas pelo ministério. A pasta, no entanto, trabalha com a possibilidade de mais de 4 milhões de relatos.

O coeficiente de incidência da doença no País chegou a 501 casos por 100 mil habitantes – acima de 300, esse índice é considerado alto e indica a ocorrência de epidemia.

O cenário levou 6 Estados (Goiás, Acre, Minas, Espírito Santo, Rio e Santa Catarina) e 154 cidades e o Distrito Federal a decretaram emergência de saúde pública nas últimas semanas.

Estadão Conteúdo