Continua após a publicidade:

Confira o vídeo do exato momento em que foi anunciado pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), durante a 47ª Sessão Ordinária, iniciada às 9 da manhã, desta sexta-feira, 21 de junho, a cassação por unanimidade do mandato de quatro vereadores de Olinda por irregularidades na cota de gênero através de seus respectivos partidos.

Os mandatos cassados foram os de Jesuíno Araújo, que obteve 3.175 votos no Cidadania e na janela partidária foi para o PSD;

Continua após a publicidade:

Bruno D’Melo, também eleito pelo Cidadania com 3.030 votos, e se filiou ao Avante;

Vlademir Labanca, eleito pelo PSC com 3.249 votos e seguiu para o PV;

Everaldo Silva, que chegou ao seu primeiro mandato pelo PDT, com 2.531 votos, e trocou de sigla e agora se encontra filiado ao PSD.

Continua após a publicidade:

A decisão final por 7 votos a favor dos membros da corte foi lida pelo presidente o desembargador Adalberto de Oliveira Melo, conforme mostra o vídeo que o Portal de Prefeitura revela aos seus leitores.

Para chegar a definição dos novos representantes da Casa Bernardo Vieira de Melo, o TRE vai precisar refazer os cálculos do quociente eleitoral.

A decisão cabe recurso ao TSE e ao menos Jesuíno Araújo já se manifestou que tomará tal decisão. parlamentares. A medida não torna os quatro inelegíveis, podendo dessa forma, concorrer no pleito de outubro deste ano.

Entenda

O Ministério Público Eleitoral (MPE) recomendou pela cassação, por entender que que os partidos envolvidos (Cidadania, PDT e PSC), apresentaram candidaturas femininas que não existiam, e que são chamadas como “candidaturas laranjas”, com a finalidade apenas de cumprir a exigência legal de que pelo menos 30% dos candidatos sejam mulheres. No entanto, essas candidaturas não tinham a intenção real de concorrer e não realizaram campanhas, conforme apresentação de evidências do órgão na denúncia.

Continua após a publicidade:

Assista vídeo: