O ministro Alexandre de Moraes, atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), encerrará seu mandato em 3 de junho.

A ministra Cármen Lúcia assumirá o cargo após uma eleição simbólica na Corte, programada para esta terça-feira, 7 de maio. Assim, será responsabilidade dela liderar as eleições municipais de 2024.

Nova Vice-Presidência

A vice-presidência do TSE provavelmente será ocupada por Kassio Nunes Marques, seguindo a ordem de antiguidade dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) no Tribunal Eleitoral.

Mudanças na Composição após saída de Alexandre de Moraes

Além de deixar a presidência, Alexandre de Moraes também deixará a Corte, sendo substituído pelo ministro André Mendonça, que atualmente atua como substituto.

Legado de Alexandre de Moraes no TSE

Moraes tornou-se membro titular do TSE em 2020 e assumiu a presidência em agosto de 2022. Sua gestão foi marcada pela condução da eleição mais polarizada desde a redemocratização.

O pleito de 2022 resultou na eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para o seu terceiro mandato como presidente da República.