Candidato a prefeito pelo PP no primeiro turno da eleição, Sérgio Leite anunciou na tarde desta terça-feira(24) que está fechado com a candidatura de Yves Ribeiro (MDB) à Prefeitura de Paulista, na área norte do Grande Recife.

De acordo com o ex-deputado estadual Sérgio Leite, optar pela neutralidade seria um desserviço ao povo do município.

“Jamais escolheria o caminho fácil e rasteiro da omissão. Até porque não poderia deixar de me posicionar sobre o quadro político entre as duas postulações em disputa”, pontuou.

Ver mais: 

>> Yves Ribeiro lança campanha: “Eu Visto Verde Pra Paulista Ser Feliz”

>> Yves Ribeiro desiste de debate no segundo 2º turno e evento é cancelado

>> Em Paulista, Yves Ribeiro recebe apoio do Pastor Cleiton Collins e da Missionária Michele Collins

Ele fez questão de acrescentar que a decisão foi tomada após consulta a seu grupo político, lideranças e militantes de sua campanha.

“A partir daí, resolvemos apoiar Yves no segundo turno com base numa sólida aliança programática”, assegurou.

O ex-candidato a prefeito disse, ainda, que o companheiro de chapa do emedebista, Dido Vieira(MDB) e a família do saudoso deputado estadual, Amaury Pinto, contribuíram muito para a construção do diálogo e da convergência.

Ainda segundo o progressista, o plano de governo da Aliança Pra Paulista ser Feliz está alinhado com as propostas apresentadas por ele na primeira etapa da campanha eleitoral.

Dentre outras bandeiras de luta, destacou a revitalização da orla, a recuperação do mercado municipal e das feiras livres, a defesa do meio ambiente, a melhoria das condições de infraestutura escolar, a valorização dos profissionais da educação, maior apoio para os profissionais de saúde, a criação de projetos voltados para a juventude, a implantação de uma UPA na região das praias, o fortalecimento da ação cidadã e inclusiva, o apoio à pessoa com deficiência, o compromisso com políticas de segurança pública, além da transparência da gestão pública.

“Na condição de cidadão, irei acompanhar o trabalho da prefeitura e cobrar os acordos firmados. Trata-se de aliança sem qualquer vestígio de adesismo, mas com o claro propósito de buscar o desenvolvimento da cidade”, agregou.

Da redação do Portal com informações da Assessoria de Yves Ribeiro