A Polícia Federal (PF) prendeu na segunda-feira, 1º de julho, um homem que tentava sacar aproximadamente R$ 700 mil em uma agência da Caixa Econômica Federal, usando uma procuração falsa de um idoso de 90 anos que havia falecido em novembro do ano passado.

Continua após a publicidade:

Documentos suspeitos e ação da Caixa

Os documentos apresentados pelo suspeito referiam-se a um precatório judicial, um tipo de indenização do Governo Federal já analisada e definida judicialmente.

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

A unidade de prevenção a fraudes da Caixa desconfiou da autenticidade dos documentos e acionou agentes especializados no combate a fraudes contra instituições financeiras.

Intervenção da Polícia Federal

Os agentes identificaram a documentação falsa e detiveram o homem antes que ele conseguisse realizar o saque dos precatórios.

Colaboração entre instituições

A Polícia Federal informou que foi implementada uma unidade conjunta de inteligência para troca de informações e apoio na repressão de crimes contra o banco. Além disso, a Caixa mantém funcionários trabalhando dentro das dependências da Polícia Federal para aproximar as instituições e facilitar a cooperação.