Oportunidade

Paulo Câmara e João Campos lançam o Programa Embarque Digital com bolsa permanência para 250 estudantes

O presidente do Banco do Nordeste (BNB), Paulo Câmara, o prefeito da cidade do Recife, João Campos, e o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena, assinaram, nesta segunda-feira (17) um convênio no valor de R$ 895 mil para oferecer bolsa permanência a 250 estudantes do Programa Embarque Digital, iniciativa realizada em parceria com o Porto Digital, além de uma formação com foco em empreendedorismo. A assinatura do documento foi realizada durante um evento no Cinema do Porto, localizado no 16° andar do edifício Vasco Rodrigues, no Porto Digital, no Bairro do Recife.

Pelo convênio, serão oferecidas bolsas no valor mensal de R$ 248,39 durante oito meses a 250 alunos de nível superior que participam do Programa. Os recursos serão utilizados pelos jovens em situação de vulnerabilidade social para o pagamento de despesas, evitando a evasão escolar.

“O embarque digital é o maior programa do Brasil em formação superior em tecnologia, bancado 100% pelo município e operado pelo Porto Digital. E a gente vai colecionando avanços. O ticket (bolsa) oferecido pelo Banco do Nordeste cumpre o papel muito importante de ajudar sobretudo os estudantes do primeiro e segundo período, ou seja, aqueles que estão começando a sua jornada. Com isso, vamos reduzir a taxa de abandono”, disse o Prefeito João Campos.

O prefeito do Recife João Campos
O prefeito do Recife João Campos. Foto: Hélia Scheppa/Prefeitura do Recife

Cerca de R$ 645,8 mil em recursos não reembolsáveis serão liberados pelo BNB por meio do Fundo de Desenvolvimento Regional (FDR) com desembolso imediato após a assinatura do convênio. Os R$ 249 mil restantes serão contrapartida não financeira do Porto Digital com disponibilização de espaço físico e capital humano para articulação e execução do projeto.

“Ao receber a demanda apresentada pelo Porto Digital, o Banco do Nordeste não teve dúvida de fazer com que ela fosse colocada em prática. Essa ação vai ajudar os jovens a se formarem com mais apoio no momento inicial, que é tão difícil. A bolsa vai ajudar justamente aos que mais precisam. Evidentemente, tem muito o que realizar, mas estamos no caminho certo”, falou Paulo Câmara.

VEJA MAIS:

>> BANCO DO NORDESTE: Paulo Câmara assina convênio de R$ 895 mil em bolsas para estudantes do Programa Embarque Digital, nesta segunda (17)

O projeto prevê, ainda, uma formação suplementar com 60 vagas que podem ser ocupadas por esses estudantes bolsistas ou outros que participem do Programa Embarque Digital. Esse reforço inclui palestras e formação técnica para o desenvolvimento de uma proposta de base tecnológica que envolva uma modelagem de negócio.

A expectativa é que o projeto consiga apoiar o desenvolvimento educacional dos estudantes oriundos por meio do desenvolvimento de habilidades comportamentais (soft skills), com foco em empreendedorismo. Todos os estudantes de nível superior do Programa são oriundos de escolas públicas e são selecionados por suas notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Lançamento do Programa Embarque Digital
Lançamento do Programa Embarque Digital. Foto: Hélia Scheppa/Prefeitura do Recife

Estudantes também foram convidados a compartilhar suas experiências com o Embarque Digital. Giovana Silva (21) fez o ensino médio na escola pública EREM Mardonio De Andrade Lima Coelho e hoje cursa o terceiro período de Sistemas para Internet, na Universidade Católica de Pernambuco. A aluna contou que nunca imaginou que poderia ingressar na área de tecnologia. “Para mim, era um caminho que eu ia demorar muito para percorrer e conseguir entrar no mercado de trabalho, mas, desde que comecei no Embarque, isso se tornou mais real e possível. Eu sempre participei muito dos eventos, gostava muito de criar conexões e projetos. Então, eu já terminei o primeiro período satisfeita e com uma bagagem enorme. Hoje eu trabalho na Capgemini Brasil como analista de soluções e acho incrível demais tudo o que faço por lá”, disse ela.

“A gente está aqui para mudar a imaginação do Recife e para a cidade servir de exemplo primeiro para Pernambuco e depois para o Nordeste e Brasil. Há 23 anos, o Porto Digital era composto apenas por cinco empresas e cinquenta pessoas. Atualmente, somos 360 empresas, 17,2 mil pessoas e temos R$ 4,7 bilhões de faturamento. Por causa de parceiros como a Prefeitura do Recife e o Banco do Nordeste nós conseguimos transformar vidas”, comemorou o professor Sílvio Meira, um dos fundadores e atual presidente do Porto Digital.

Estrutura de apoio

Os estudantes do Projeto Ticket de Embarque irão utilizar a estrutura do parque tecnológico do Porto Digital. Serão utilizados o Laboratório de Inovação do Porto Digital, o espaço da Aceleradora JUMP Brasil, o espaço para eventos e o coworking.

O Porto Digital receberá as atividades empreendedoras e de inovação nos espaços cine-auditório, auditório, galeria de artes e eventos, salas de treinamento, salas de reuniões e de encontros corporativos.

Mais de 360 empresas e instituições dos setores de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Economia Criativa (EC) e Tecnologias Para Cidades estão instaladas no Porto Digital, atualmente. O parque conta com incubadoras de empresas, aceleradoras de negócios, institutos de pesquisa de desenvolvimento e organizações de serviços associados, além de diversas representações governamentais.