Continua após a publicidade:

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) abriu um inquérito civil para apurar o “elevado número de cargos comissionados” na Câmara Municipal de Carpina, Mata Norte do Estado.

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

Continua após a publicidade:

As informações foram divulgadas inicialmente pelo Jaula Cursos.

A investigação do MPPE visa verificar a possível irregularidade na proporção de cargos comissionados em detrimento dos cargos efetivos.

Como parte da investigação, o promotor de Justiça, Guilherme Graciliano Araujo Lima, requisitou à Câmara de Carpina a relação completa dos ocupantes de cargos efetivos e comissionados, detalhando suas lotações e remunerações.

Continua após a publicidade:

Além disso, solicitou as resoluções que criaram esses cargos e o histórico do último concurso público realizado. A Câmara Municipal tem um prazo de 20 dias úteis para fornecer as informações solicitadas.

A portaria que instaura o inquérito foi encaminhada ao Centro de Apoio Operacional (CAOP) e à Subprocuradoria Geral de Assuntos Administrativos.

De acordo com o Jaula Cursos, a publicação no Diário Oficial e a comunicação ao Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) e à Corregedoria Geral do Ministério Público (CGMP) foram formalizadas.