Continua após a publicidade:

O presidente da Argentina, Javier Milei, descartou nesta sexta-feira, 28 de junho, pedir desculpas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “por dizer a verdade”.

Durante entrevista à emissora La Nación+, ele comentou o fato de que Lula disse nesta semana que o líder argentino deveria lhe pedir desculpas.

Continua após a publicidade:

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

Milei qualificou a discussão como “tão pequena”, “de pré-adolescentes”, e disse que o brasileiro seguia “o mesmo mecanismo” de líderes progressistas da Colômbia e da Espanha, “metendo-se ativamente na nossa campanha eleitoral”.

Milei afirmou que pretende “passar por cima dessas questões”. “É mais importante os interesses dos argentinos e dos brasileiros que o ego inflamado de um esquerdinha?”, perguntou ele.

Continua após a publicidade:

O presidente da Argentina ainda questionou se “vão me pedir desculpas por tudo que disseram de mim na campanha” presidencial, quando Lula havia declarado apoio ao então presidente Alberto Fernández, que perdeu e deixou o posto para Milei em dezembro passado.