Três empresas de setores diversos, uma fabricante de sorvetes, uma mercearia especializada em queijo e uma locadora de veículos, emergiram como vencedoras do leilão conduzido pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para a aquisição de 263 mil toneladas de arroz.

O certame, finalizado nesta quinta-feira, 6 de junho, foi organizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) visando a importação de 263,37 mil toneladas do grão, ao custo de R$ 1,31 bilhão.

📲 Entre no nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

Continua após a publicidade:

A Conab informou que durante o leilão não tem conhecimento das empresas participantes e que os nomes só são revelados após o fechamento da operação.

Das quatro empresas vencedoras do leilão, apenas uma delas, a Zafira Trading, é uma empresa do ramo. Fundada em 2010, a Zafira Trading atua no comércio exterior e ganhou o direito de vender 73,8 toneladas de arroz, totalizando R$ 368,9 milhões, o que corresponde a 28% do volume total negociado no leilão.

O Tribunal de Contas da União (TCU) foi acionado pelo partido Novo para investigar e suspender o resultado do leilão.