Continua após a publicidade:

A disputa pela Prefeitura de Camaragibe acaba de ganhar um novo e significativo episódio. Fontes próximas ao ex-prefeito João Lemos indicam que ele poderá entrar na corrida eleitoral como candidato pelo partido Solidariedade. Essa movimentação promete mexer profundamente com o cenário político local, já repleto de incertezas e articulações.

O imbróglio político em Camaragibe tem se intensificado nos últimos meses. Partidos como AGIR, PMB e o próprio Solidariedade já haviam manifestado durante a semana seu compromisso de apoiar a candidatura do PSB, demonstrando uma clara aversão ao nome de Diego Cabral, do Republicanos, candidato apoiado pela atual prefeita Nadegi Queiroz. Esses partidos deixaram claro que, em hipótese alguma, dariam suporte à candidatura de Cabral.

Continua após a publicidade:

Nos bastidores, há um clima de tensão e expectativa. O PSB, partido do prefeito do Recife, João Campos, vinha sendo sondado para apoiar a gestão de Nadegi, o que gerou uma reação negativa imediata dos partidos aliados. A possibilidade de o PSB não lançar uma candidatura própria em Camaragibe poderia levar esses partidos a migrarem seu apoio para o ex-prefeito Jorge Alexandre, do Podemos e fortalecendo o palanque da Governadora Raquel Lira.No entanto, com a potencial candidatura de João Lemos pelo Solidariedade, o tabuleiro político de Camaragibe pode ser completamente redefinido.

A entrada de João Lemos na disputa é vista como um fator de desestabilização para os planos de Diego Cabral. Sem conseguir empolgar nas pesquisas e enfrentando resistência interna, a coordenação da campanha de Cabral está cada vez mais preocupada. A liderança do PSB em Pernambuco, incluindo deputados federais e estaduais, já sinalizou que prefere lançar um nome próprio para disputar a prefeitura, agravando ainda mais a situação de Cabral.

Com João Lemos no páreo, a eleição em Camaragibe se torna ainda mais imprevisível. A movimentação dos partidos aliados ao Solidariedade pode provocar um realinhamento de forças, influenciando diretamente o cenário eleitoral. Nos próximos dias, são esperados novos desdobramentos e definições sobre as alianças partidárias, que serão cruciais para moldar o futuro político da cidade.

Continua após a publicidade: