Continua após a publicidade:

O ministro das Cidades, Jader Filho, ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, participou na sexta, 28 de junho, do lançamento do programa “Luz Para Todos Minha Casa Minha Vida”.

A cerimônia aconteceu em Belo Horizonte e marcou o início de uma iniciativa que vai oferecer mais sustentabilidade ao programa habitacional, com a instalação de placas solares em 500 mil unidades residenciais em todo o país.

Continua após a publicidade:

📲 Entre no nosso grupo de Telegram e receba as notícias do Portal de Prefeitura no seu celular

A nova etapa do programa visa integrar o Minha Casa Minha Vida (MCMV) com o Luz Para Todos, promovendo a instalação de painéis fotovoltaicos que gerarão energia limpa e renovável para as moradias contempladas. O governo federal destinará R$ 3 bilhões para a compra e instalação dos painéis solares.

Além das iniciativas de sustentabilidade, Jader Filho destacou investimento de R$ 1,9 bilhão para MG, por meio do novo PAC Seleções. O Estado teve 49 projetos selecionados. O ministro também anunciou a contratação de mais 23 mil moradias do Minha Casa Minha Vida para MG.

Continua após a publicidade:

Somente em Belo Horizonte, estão previstas mais 3,3 mil moradias, das quais 1.099 unidades já têm contrato assinado com a Caixa Econômica Federal para o início imediato das obras.

Na ocasião, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, destacou a importância da iniciativa e declarou que Minas Gerais será um dos primeiros estados a serem beneficiados pelo programa, com a previsão de instalação de placas solares em 16 mil unidades residenciais distribuídas em 40 municípios.

Continua após a publicidade:

O programa busca promover uma atuação coordenada entre ações sociais do Governo Federal, incluindo o Minha Casa Minha Vida, o Programa de Eficiência Energética e o Programa de Combate à Pobreza Energética.

O principal objetivo é reduzir os gastos das famílias com a conta de luz, com ações voltadas principalmente para famílias de baixa renda do MCMV, prioritariamente na faixa 1 (urbanos e rurais), podendo também se estender para a faixa 2, em casos específicos.

Continua após a publicidade:

Com a utilização de recursos orçamentários disponíveis para todo o Programa Minha Casa Minha Vida, o objetivo é permitir o acesso à energia solar, tanto com a instalação de painéis solares nas unidades locais, quanto com a compensação de energia produzida em unidades remotas, as chamadas fazendas solares.

A estimativa é atender 500 mil unidades habitacionais até 2027, com um investimento estimado em R$ 3 bilhões.

O presidente Lula reforçou o compromisso do governo com a expansão do acesso à energia limpa e com a melhoria da qualidade de vida das famílias brasileiras.

Também estiveram presentes na cerimônia a ministra da Cultura, Margareth Menezes, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, a primeira-dama Janja, o ministro dos Transportes, Renan Filho, entre outras autoridades.

GOV